Finanças Pessoais tem tudo e NADA a ver com Dinheiro! - Investidor Inglês | Rumo a Independência Financeira

Finanças Pessoais tem tudo e NADA a ver com Dinheiro!


o que é finanças pessoais

Ao ler/escutar sobre finanças pessoais, o que geralmente vem a mente é...  Dinheiro.

Sim, ele, o meio para atingirmos objetivos, sonhos, necessidades e outros mais. Também associamos muito finanças pessoais a ficar rico, aumentar rentabilidade e dai por diante. Não é mesmo?

Definitivamente é todas essas coisas sim. Mas, de uma forma mais ampla, finanças pessoais não tem nada a ver com dinheiro. É mais sobre usá-la para otimizar seus valores e prioridades.

No decorrer deste post você verá o que é finanças pessoais. Mas antes...


Aprenda a Gerenciar seu Dinheiro para que ele Não Gerencie Você!


Já ouviu a expressão - Dinheiro não é problema, e sim a falta dele?

E a clássica -   Dinheiro não compra felicidade?   Apesar de dinheiro não comprar felicidade, não ter o bastante pode ser um problema. E o nível de problema varia dependendo da sua situação.

Há um estudo em inglês que mostra como a falta de dinheiro afeta nossa determinação, bem estar e até mesmo nossa educação. Segundo os autores do estudo;

A escassez não é só um constrangimento físico. É também uma mentalidade. Quando a escassez captura nossa atenção, ela muda como pensamos. E ao permanecer no topo da mente, afeta o que percebemos, como pesamos nossas escolhas, o que decidimos e como nos comportamos.



Então, goste ou não, dinheiro é poder. Muitos são controlados por ele, e é aqui que entra as finanças pessoais. Finanças pessoais é sobre como gerenciar seu dinheiro para que você tire proveito dele.

Ela não se resume a planilhas, encontrar o melhor app de finanças pessoais ou até mesmo buscar os melhores fundos imobiliários para se aposentar. Finanças pessoais não é só isso.

Finanças pessoais é sobre assumir o controle. Ironicamente, o objetivo dela é chegar a um ponto onde você não precise se preocupar com dinheiro.


Dinheiro em si Não é o Objetivo


finanças pessoais

É fácil assumir que gerenciar dinheiro significa correr atrás dele. Óbvio, ter mais dinheiro sempre ajuda, mas se dinheiro for seu objetivo final, você está fazendo errado.

Seu objetivo deve estar no que fazer com o montante e não com o dinheiro em si.

Lembre-se, o dinheiro é uma ferramenta e não um ideal. Finanças pessoais não é sobre acumular ferramentas. É sobre como usar essas ferramentas para viver a vida que você quer.

Aqui o pensamento de um blog estrangeiro;

"Não há nada errado com dinheiro, e absolutamente nada errado em ir atrás de mais dele se ao fazer isso te ajuda a ser mais você, e te permite fazer mais do que o faz sentir vivo.

Também é muito importante ter o bastante para manter um teto sobre a cabeça e comida sobre a mesa. Estou certo em não dizer que o desejo de ter muito dinheiro é uma perda de tempo, principalmente por ele permitir nos manter.

Apenas assegure-se em saber o porquê está o perseguindo..."  Se sabe inglês, aqui o post do blog mencionado.

Sou suspeito a falar sobre a última frase. Falo justamente sobre ela no post - O Comodismo Financeiro. E reforço, não poupe por poupar!

Resumindo, dinheiro não é o foco. Não é sobre ficar em um emprego que você odeia em troca de pedaços de papel para um dia aposentar e finalmente relaxar.

É sobre usar dinheiro para perseguir o que você mais quer na vida. Isso pode até significar economizar o bastante para deixar o emprego que você odeia para fazer o que realmente quer!


É mais sobre Pensar do que Somar


Lembra das regras básicas das finanças pessoais, regras essas como;

  • Gastar menos do que ganha;
  • Quitar suas dívidas;
  • Investir para seu dinheiro crescer.

Elas são importantes, mas não traduz o que realmente são as finanças pessoais. Simplesmente porque a maioria delas são, Pessoais!

E as vezes, isso significa até quebrar as regras básicas e fazer o que funciona para você. Mais do que contas e regras, finanças pessoais tem a ver com comportamento, ou seja, seus hábitos, mentalidade e ações.

Você pode ficar o dia inteiro procurando o melhor app sobre finanças pessoais, ajustando planilhas de orçamento, procurando dicas para economizar, lendo sobre as melhores práticas para quitar suas dívidas.

Ou até mesmo pesquisando para ver qual o melhor, renda fixa ou renda variável...

Mas, se não possuir a mentalidade correta, você provavelmente não irá muito longe com sua administração financeira pessoal.

Pode até colocar as regras em prática por um tempo, para mais tarde abandoná-las.

Muitas pessoas não dão a mínima para o gerenciamento de dinheiro pois dizem NÃO ligar para ele. Curiosamente, esse é exatamente o motivo que elas deveriam cuidar dele.

Se você não gosta de pensar sobre dinheiro, deveria montar um sistema para gerenciá-lo!

Sim, Finanças Pessoais tem a ver com dinheiro. Entretanto, é sobre realmente aprender a administra-lo para que você possa seguir com sua vida, independente se isso significa viajar, ter o suficiente para seu estilo de vida ou apenas pagar suas contas sem preocupação. 










Bis Bald!

Finanças Pessoais tem tudo e NADA a ver com Dinheiro! Finanças Pessoais tem tudo e NADA a ver com Dinheiro! Reviewed by Investidor Inglês on 00:00 Rating: 5

10 comentários:

  1. Muito bom, sinto que a maioria absoluta das pessoas que não entende essa nossa busca incessante pela IF acredita que o objetivo seja ficar rico, quando na verdade estamos apenas comprando nossa liberdade e fingindo da escravidão invisível do sistema financeiro...

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente srIF365!

      Hoje uma renda mensal de 3k já me traria essa liberdade. E definitivamente uma renda dessas passa longe de ser rico...

      Excluir
  2. II,

    "Mas, se não possuir a mentalidade correta, você provavelmente não irá muito longe com sua administração financeira pessoal."
    Você disse tudo.
    Sem a mentalidade correta, nada funcionará da forma o mais perto da plenitude em nossa vida.

    Uma vez ouvi uma frase que jamais esqueci: "o dinheiro de dá a possibilidade de fazer coisas que sem ele você nunca iria conseguir fazer".
    O dinheiro pode nos proporcionar uma vida com mais sentido, ao termos mais possibilidade de viver de acordo com nossa essência, propósitos e valores, mas precisamos ter sabedoria para discernir o que realmente queremos dos apelos da sociedade/mídia/indústria.

    Fiz um post sobre isso, se quiser ver:
    O que o dinheiro não compra. E o que ele compra. - Simplicidade e Harmonia

    Boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosana,

      "O dinheiro pode nos proporcionar uma vida com mais sentido, ao termos mais possibilidade de viver de acordo com nossa essência, propósitos e valores, mas precisamos ter sabedoria para discernir o que realmente queremos dos apelos da sociedade/mídia/indústria."

      Exatamente!

      Vou ver sim, Boa semana!

      Excluir
  3. Excelente texto, II!

    Enquanto a maioria das pessoas não repensar a relação que elas têm com o dinheiro, vão continuar batendo a cabeça. O que mais vejo por aí são pessoas que dizem que o abominam, que ele não é importante, usando até para isso de um falso moralismo. No fundo, para encobrir sua própria ignorância em entender o que o dinheiro realmente deveria significar: um meio para fornecer tempo, e, consequentemente, liberdade!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu André!

      Exatamente meu caro! Dinheiro é isso, um meio. Mas, muitos não querem entender isso.

      Abração!

      Excluir
  4. Eu só trocaria a frase
    "Gastar menos do que ganha;" por "Ganhar mais do que gasta", é melhor mentalizar o positivo do que o "negativo". Nessa frase está mentalizando "gastar" e "menos", prefiro focar em "ganhar" e "mais".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal seu ponto! Com certeza mentalidade positiva é melhor.

      Excluir
  5. òtimo post e boa reflexão !! abraços

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.