Um pouco sobre dívidas... - Investidor Inglês | Rumo a Independência Financeira

Um pouco sobre dívidas...


Em meu post sobre a SHOW3, um anônimo deixou um comentário dizendo que empresa ter dívida não é necessariamente ruim. Provavelmente o comentário foi devido eu citar que gosto do indicador dívida líquida negativo. Respondi que concordo com ele dando o exemplo da Ultrapar (UGPA3).

A empresa que logo postarei seguindo minha série, UNIP6, também se enquadra na questão. Tem dívidas, mas aparenta saber muito bem o que fazer com elas.

E por falar em saber o que fazer com dívidas, vou dar meus pitacos sobre a questão ter/não dívidas no aspecto pessoa física. Usarei minha persona como exemplo.

Dívida - É sempre ruim?

divida é sempre ruim

Para pessoas físicas, ter dívidas é algo que costumamos ver por ai como algo extremamente ruim e que no caso de possuí-las, devemos quita-las o quanto antes. Se levarmos em conta os juros cobrados em nosso país, na questão financeira não nos resta dúvidas, certo?

Mas, eu conto a vocês que aprendi de um jeito diferente. Tenho um tio que não me lembro o que levou ao assunto, mas me aconselhou a encarar dívidas diferente do que se costuma ouvir. Lembro até hoje de seu conselho;

Inglês, ao se contrair dívidas, o que dizem por aí é para você quita-la o mais rápido possível, certo? Porém, o seu tio aqui faz de forma diferente. Quando montei meu primeiro negócio, fiz dívidas. E lógico que gostaria de pagá-las o mais rápido possível. E quando fui fazer isso, meu irmão me disse para fazer o contrário. Ele Disse - Ao invés de quitar a dívida agora, mantenha esse caixa que você montou como seu seguro. Do que adianta quitar a dívida e ficar sem nada?

E assim meu tio o fez. Pois, sua fonte de renda não era previsível. E hoje como empregado digo que sua fonte também não é tão previsível assim. Sua empresa pode não depositar seu salário. E ai como é que fica?

Também o estado pode não prover sua renda. O Rio de Janeiro é um bom exemplo disso.

Bom, e dessa forma que meu tio propôs levo até hoje. Faço um controle para que as dívidas não corroam mais do que 30% da minha renda. Trabalho para que meu cenário seja sempre este;

  • Dívidas podem chegar no máximo de 30% da minha renda;
  • Aporto 30% ou mais;
  • Vivo com 40% ou menos.

Se no seu cenário as dívidas ultrapassam 30%, é bom trabalhar para diminuir esse percentual. Pois as dívidas estão comendo sua capacidade de aportar e viver.



Olha só o meu caso, ano passado comprei meu apartamento para pagar em 30 anos. Acredito ter feito um bom negócio. Financiei a uma taxa de juros efetiva de +-8%, a entrada foi em boa parte provida do meu FGTS e da sra Inglês. Com a compra, meu patrimônio líquido ficou negativo.

Pensei em usar mais dinheiro no momento da compra, mas lembrei do ensinamento do meu tio. E assim, veja o cenário de hoje, ano passado minha dívida era maior do que todos meus bens. Hoje, já não é mais. Ao levantar quase todos meus bens menos minhas dívidas, vejo sobra. Assim, meu patrimônio líquido está positivo.  

Ano passado ao passar por alguns atrasos de pagamento, lembrei justamente do que meu tio me disse. Mais do que nunca soube a importância de se ter uma reserva de emergência.

Portanto, não é de todo mal estar endividado e ter dinheiro em caixa. Nem sempre isso é um erro.

Aproveitando o assunto...


Com o cenário atual de juros, penso em começar a reduzir minha alavancagem, minha dívida. E como a caixa não me envia estas informações, encontrei um app para Android/IOS sobre isso.

O app se chama Caixa Habitação.

caixa habitação app
Fonte imagem: Google Play Store

Ao se cadastrar, você tem acesso a sua dívida atual e simulações quanto a reduzir tempo ou valor mensal. Além da opção de gerar um boleto para quitação total.

Fiz uma simulação pagando R$5.000,00. Na questão tempo, com esse aporte reduzo em 41 meses meu financiamento. Mais que 3 anos. Já se a ideia fosse diminuir meu percentual mensal, o quanto pago mês a mês, 5k reduz minha prestação em 40 temers. Interessante não?

Em breve começo a quitar partes dessa dívida. Lógico, sem me descapitalizar...


E você, o que acha do assunto?








See ya!

Um pouco sobre dívidas... Um pouco sobre dívidas... Reviewed by Investidor Inglês on 11:45 Rating: 5

37 comentários:

  1. seu tio falou o que quase todo educador financeiro (eu incluso) diz hoje em dia: quite as dívidas, mas não se desfaça do seu colchão de emergência. Sempre é melhor quitar a divida rapidamente, já que perde menos patrimônio ao pagar menos juros, mas você precisa fazer isso sem ficar com as reservas zeradas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vida Rica, grato pela visita!

      Hoje vejo muitos indicarem isso mesmo. Vou trabalhar para quita-la o quanto antes. Quem sabe até em menos de 10 anos.

      Excluir
  2. Dívidas para pessoa física podem valer a pena se forem utilizados para algo produtivo.

    Caso contrário, não apoio nem um pouco.

    Ainda mais em um país como o Brasil, com taxas absurdas.

    Se for em um país com taxas mais baixas, é um pouco menos drástico.

    Mas mesmo assim, não recomendo dívidas para pessoas físicas.

    Se for fazê-las, que o faça na empresa, pois a responsabilidade é LIMITADA.

    Caso tudo dê errado, sua família não vai pro olho da rua.

    Cheers!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com o TR e com o Vida Rica.

      Devemos ter um colchão de segurança em qualquer cenário possível. Ponto.

      Dito isso, a única dívida boa possível é a dívida que você consegue usar o recurso tomado para gerar mais recursos, pagando os juros e lucrando a diferença. Isso serve muito bem para empresas. Do contrário, para mim, sempre é um mau negócio pagar juros ao invés de receber juros. Ainda mais no cenário em que se tem o montante necessário para quitar. Não faz nenhum sentido financeiro.

      Deixo o post do Frugal referente ao assunto: https://frugalsimples.blogspot.com.br/2018/03/nao-invista-em-mais-nada-se-tiver.html

      Excluir
    2. Olá nobres TR e Enriquecendo,

      Concordo com vocês que não faz sentido financeiro algum investir tendo dívidas. Ponto.

      Assim, meu plano é ir aportando e quitar esse financiamento o quanto antes. Não o liquido já, pois não estou 100% líquido, entendem?

      E no caso do Frugal, a taxa de juros é de 12% se não me engano e o montante sofrendo juros muito maior que o meu. Também não faria nada até quitar.

      Thanks guys!

      Excluir
  3. Divida nunca é bom.

    Melhor pagar e ficar livre. Nao faz sentido manter divida e investir.

    Mesmo em financiamentos imobiliarios o ideal é quitar o mais rapido possivel.

    O governo muda qualquer coisa e sua divida aumenta.

    Vi casos de pessoas que comprara, imoveis e pagam ha 20 e tantos anos, quando foram quitar descobriram que devem mais do que o imovel vale, pois a CEF mudou as regras do financiamento.

    Agora estao na justiça esperando.

    Divida pra pessoa fisica nunca sera benefico.

    Ps.: Eu ja me endividei nas primeiras construcoes pois nao tinha capital. Nem dormia a noite.

    Abraçao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sobre manter dívida e investir, depende. Se sua dívida sofrer juros menores do que você consegue investindo, não vejo problema. Sei que esse cenário é raro no Brasil.

      Quanto ao governo mudar, não posso fazer nada a não ser abrir processo, já que estariam quebrando contrato.

      Abração!

      Excluir
  4. A maioria das dívidas para pessoa física são danosas, mas o mais importante é realmente fazer uma reserva de emergência. Depois da reserva feita, aí dá pra começar a se programar pra quitar essa dívida.

    Imagina se hoje eu quito todas as minhas dívidas, termino com as contas zeradas e sou despedido no mês que vem? To ferrado! heheheh

    É a mesma questão com empresas com caixa gigante (tipo GRND e ABEV). Tem quem vê o lucro gigante, o FCL gigantesco, mas fica de tique nervoso com a dívida. Pra quê queimar o caixa com as dívidas? Muitas vezes é mais prudente buscar oportunidades de investimento e usar o caixa pra isso, aumentando as receitas ao invés de zerar caixa quitando dívida...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso Wannabe! Quando comprei o ap, estava(ainda estou) receoso com minha fonte de renda. Por isso não usei mais dinheiro na compra. Preferi aumentar minha reserva e garantir mais uns meses caso o pior cenário aconteça.

      Excluir
  5. Tenho um financiamento imobiliário que consigo pagar-lo com o seu próprio aluguel. Tenho hj a quantia para quitação e tenho sim minha reserva de emergência. Pretendia seguir com minhas aplicações e permanecer com a dívida, mas esse tema é sempre recorrente que estou levando em consideração. Sei do risco dessa alavancagem, mas estou buscando mais conhecimento a respeito e gostaria da opinião dos senhores.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alison,

      Se você tem sua reserva de emergência, acredito ser um bom momento para ir quitando seu imóvel.

      Os rendimentos das aplicações hoje dificilmente batem um financiamento imobiliário de menor juros.

      A menos que esteja ganhando mais do que paga no financiamento, acredito ser uma boa começar a aportar na quitação.

      Grato pela visita!

      Excluir
    2. Se consegue quitar o imóvel sem precisar mexer na reserva, eu quitaria com toda a certeza.

      Não devemos levar em conta só os números, mas também a tranquilidade de ter quitado todas as dívidas. O fator psicológico é importante também...

      Excluir
  6. Em relação as empresas é bom que elas tenham dividas controladas, ao terem dividas controladas, para pagar menos imposto, a além disso se elas tiverem o ROE acima do que pagam de empréstimos pode ser positivo.

    Muitas empresas se alavancam demais por causa da ganancia, depois nas crises não conseguem pagar as suas dividas e acabam quebrando.

    É preciso ter cuidado, escolher só empresas com divida controlada e capacidade de pagar essas dividas.

    Abraço e sucesso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bem por ai mesmo Dil!

      Portanto, ao investir em empresas endividadas, todo cuidado é pouco

      Abraços

      Excluir
  7. Na minha opinião, PF deve quitar todas as dívidas antes de investir, mantendo APENAS a reserva de emergência (mais ou menos na linha da recomendação do seu tio).

    Dado o momento de baixa na taxa de juros, tbm já pensei em financiar um AP de 120k pela caixa, dando uma entrada de 40% (48k). A prestação ficaria pouca coisa mais cara que meu aluguel atual e estaria capitalizando um ativo, sem me desfazer de todos os investimentos.

    Entretanto, isso afetaria minha tranquilidade sobremaneira, por isso opto por seguir apenas acumulando patrimônio em ativos financeiros. Sou solteiro e não tenho essa necessidade de "morar no próprio teto", o que não é uma decisão financeira.

    Quanto às dívidas de PJ, operar alavancada pode ser uma ótima estratégia, muitas vezes o juros pagos na dívida é menor que o imposto sobre o patrimônio ou lucro líquido, ou até do que rentabilidade de investir o caixa, em vez de quitar o passivo.

    A meu turno, opto por empresas mais conservadoras o possível, igual a vc, proirizo empresas com dívida líquida negativa (Grendene é um ótimo exemplo: caixa 1,5 Bilhão; Dívida: 124 milhões). Uma empresa dessas é capaz de suportar uma crise brava, aproveitar oportunidades de fusões e investimentos, sem comprometer balanço e o resultado para o acionista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu comprei o ap por dois motivos;

      - Valor (consegui um belo desconto mesmo financiado)
      - Financiamento (consegui entrar no programa minha casa minha dívida)

      Hoje pago pouca coisa a mais do que pagava de aluguel. E devido ao meu FGTS e da sra Inglês, nossa entrada foi de quase 40%. Utilizei muito pouco capital meu e da sra Inglês.

      Quanto as empresas, em minha carteira acredito que apenas uma destoa de minha preferência, a UGPA3. Mas essa empresa sabe operar alavancado. Portanto, sigo sócio.

      Valeu!

      Excluir
  8. Vai depender muito da taxa de juros da dívida né. Dívidas baratas podem ser manejadas mais facilmente, mas as caras só servem para você ficar enrolado no bolo de neve dos outros !

    ResponderExcluir
  9. Olá II,

    No meu ponto de vista dívidas com altos juros devem ser pagas com rapidez. No seu caso 8% eu acho um valor alto. Se você acha que consegui ganhar mais que isso tudo bem.

    Dívidas para PJ é totalmente diferente de PF. Então PF é bom ficar sem dívidas.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cowboy,

      Não acho que consigo ganhar mais não. Vou começar a antecipar as parcelas. Sobre o percentual, em se tratando de financiamento imobiliário acredito ter pego uma boa taxa. Mesmo assim vou procurar liquidar isso ai.

      Abraços

      Excluir
  10. Inglês!

    Como você fez para acessar o aplicativo da habitação? Não funciona, nem acessa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vocẽ conseguiu instalar ele pela playstore/applestore ?

      Excluir
    2. sim. Pena que não está funcionando. Não consigo acessar!

      Excluir
    3. Você se cadastrou ou o app não deixa nem isso fazer?

      Excluir
    4. Nem cadastro não realiza. Preenchi todos os dados corretamente. Precisa de algum programa especifico para rodar?

      Excluir
    5. Não que eu saiba. Apenas fui na playstore e mandei instalar. Tente limpar seu celular. Apesar que deve ser problema do app da caixa mesmo. Se não me engano ele tem 1 estrela de satisfação.

      Excluir
    6. ok. Vou tentar novamente! valeu pela dica do app, agora é torcer para funcionar. Abraço

      Excluir
  11. Para quem está em fase de acumulação de patrimônio, ter dívida é a pior coisa que pode acontecer, pois o juro dela vai anular os ganhos do patrimônio, você corre para não chegar. Isso de olhar para a dívida de outra forma é perigoso... Em relação a contrair dívida para aquisição de imóvel próprio, eu não veria problema, não...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo!

      Contrair dívida para estudar ou para um imóvel, também não vejo problema. Desde que não baguncem seu orçamento. Valeu!

      Excluir
  12. Olá Inglês,

    Eu acredito que não se pode comparar a estrutura de capital de uma empresa com uma pessoa física. Para empresas é necessário calcular o WACC (Custo médio ponderado do capital) para dimensionar o endividamento.

    Para pessoa física, o ideal é que o valor do juros pagos no financiamento seja bem menor do que o valor gasto no aluguel do mesmo imóvel. Por exemplo: eu possuo um financiamento imobiliário que eu pago cerca de R$ 200,00 de juros por mês e o aluguel no mesmo prédio é em torno de R$ 2.000,00. Mesmo assim irei quitar antecipadamente.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aportador,

      Eu também acredito nisso. Falhei ao deixar entender isso no texto, pois minha intenção foi usar as dívidas das empresas como um gancho para o post e não como uma comparação.

      Legal essa dos juros, não conhecia.

      Abração!

      Excluir
  13. Nós nos especializamos em serviços financeiros, oferecendo empréstimos locais / internacionais, fornecendo opções de empréstimos garantidos e não garantidos para pessoas físicas e cooperamos com taxas de empréstimo muito competitivas e termos flexíveis para atender a qualquer situação financeira. Não importa se você tem uma pontuação de crédito pobre, ainda podemos fornecer-lhe dinheiro rápido para o inesperado. Entre em contato agora para empréstimos rápidos e acessíveis para todos os orçamentos e requisitos. socialfinancelimited8@gmail.com

    ResponderExcluir
  14. Nós nos especializamos em serviços financeiros, oferecendo empréstimos locais / internacionais, fornecendo opções de empréstimos garantidos e não garantidos para pessoas físicas e cooperamos com taxas de empréstimo muito competitivas e termos flexíveis para atender a qualquer situação financeira. Não importa se você tem uma pontuação de crédito pobre, ainda podemos fornecer-lhe dinheiro rápido para o inesperado. Entre em contato agora para empréstimos rápidos e acessíveis para todos os orçamentos e requisitos. socialfinancimprimido8@gmail.com

    ResponderExcluir
  15. Você está procurando liberdade financeira? Você está em dívida, você precisa de um empréstimo para começar um novo negócio? ou você colapsa financeiramente, você precisa de um empréstimo para comprar um carro ou uma casa? Você recusa o financiamento do seu banco para sempre? Você quer melhorar o seu financeiro? Você precisa de um empréstimo em que suas contas estão pagando? Não procure mais, recebemos você para uma oportunidade para todos os tipos de empréstimos que você obtém a taxas de juros muito acessíveis de 3% precisam de mais informações, entre em contato conosco agora por e-mail: socialfinancelimited8@gmail.com

    ResponderExcluir
  16. Somos especializados em serviços financeiros, oferecendo empréstimos locais / internacionais, fornecendo opções de empréstimos garantidos e não garantidos a indivíduos e cooperando com taxas de empréstimo muito competitivas e condições flexíveis. Contacte-nos agora para obter empréstimos rápidos e acessíveis para todos os orçamentos e requisitos: socialfinancelimited8@gmail.com

    ResponderExcluir
  17. Somos especializados em serviços financeiros, oferecendo empréstimos locais / internacionais, fornecendo opções de empréstimos garantidos e não garantidos a pessoas físicas e cooperando com taxas de empréstimo muito competitivas e condições flexíveis para atender a quaisquer circunstâncias financeiras. Não importa se você tem uma pontuação de crédito ruim, ainda podemos fornecer dinheiro rápido para o inesperado. Entre em contato agora para obter empréstimos rápidos e acessíveis para todos os orçamentos e requisitos: socialfinancelimited8@gmail.com

    ResponderExcluir
  18. We are project funder as well as financial lender,We have BG/SBLC, specifically for BUY/LEASE at a leasing price value Issuance by HSBC London and other 25 top AA rated Bank in Europe, Middle East or USA. We also secure funding.

    Our BG/SBLC Financing can help you get your project funded, loan financing, please let me know if you are interested in any of our services, by providing you with yearly renewable leased bank instruments. We work directly with issuing bank lease providers, this Instrument can be monetized on your behalf for 100% funding.

    FOR LEASING OF BG/SBLC
    MINIMUM FACE VALUE OF BG/SBLC = EUR/USD 1M
    LEASING FEE = 4%+1%

    FOR PURCHASE OF FRESH CUT BG/SBLC
    PRICE = 32%+1%
    MINIMUM FACE VALUE OF BG/SBLC = EUR/USD 1M

    Intermediaries/Consultants/Brokers are welcome to bring their clients and are 100% protected. In complete confidence, we will work together for the benefits of all parties involved.

    Contact : Mr. Raymond Doison
    Contact Email: crusaderbroker.bgassurance@gmail.com
    skype:crusaderbroker.bgassurance@gmail.com

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.