Estudo de caso - Fórmula Mágica Joel Greenblatt 2017 - Investidor Inglês | Rumo a Independência Financeira

Estudo de caso - Fórmula Mágica Joel Greenblatt 2017


Estudo de caso Fórmula Mágica Joel Greenblatt 2017


E chega ao fim meu primeiro teste com a fórmula mágica de Joel Greenblatt. Confira como foi seu desempenho ante o Ibovespa em 2017!

O objetivo deste estudo é apurar a rentabilidade que esta suposta "fórmula mágica" pode oferecer.  Principalmente por sabermos que no mercado de ações não existem fórmulas milagrosas. Não é mesmo?

Todavia, resolvi testá-la conforme meu estudo de caso. Assim, montei uma carteira com;

  • 20 ações ON;
  • Simulei um aporte único de R$194.521,00.
  • Sem aportes adicionais, dividendos, jscp...

As únicas alterações que fiz, foram os agrupamentos/desdobramentos de MDIA3 e RENT3 e a bonificação da CIEL3.

Além, claro, de acompanhar mês a mês sua rentabilidade perante o Ibovespa conforme você verá a seguir...



Fórmula Mágica Joel Greenblatt x Ibovespa


comparativo fórmula mágica joel greenblatt ibovespa 2017

Fecho este primeiro teste com os dados de dezembro, mês esse no qual a carteira FM registrou valorização de 4,72% contra 6,16% do Ibov.  É, o Ibovespa ganhou esse mês :P

Porém, no acumulado do ano a diferença foi brutal => 42% de rentabilidade para a carteira FM contra 26% para o Ibovespa.

Note que a carteira fórmula mágica começou atrás em janeiro. Mas, assim que pegou embalo, dificilmente o Ibov conseguiu acompanhar.

Nesta simulação, minha carteira cujo valor inicial partiu de R$194.521,00, passou a ser R$277.841,60 no final de 2017.  Um belo número não?

E quer saber quais foram os destaques dessa carteira?

Destaques da carteira de ações Joel Greenblatt


E as ações que mais valorizaram da carteira em 2017 foram;

  • ESTC3      112%;
  • CVCB3     110%;
  • CARD3     100%.

Já os destaques negativos...;
  • VLID3      -23%; 
  • BEEF3      -10%.

Resultado das 8 primeiras ações


Lembra que resolvi acompanhar o resultado das 8 primeiras ações do estudo? Então, veja como se saiu essa carteira menos diluída.

A carteira com apenas 8 ações, na qual você poderá ver quais são no final do texto, performou brutos 57% no ano! Esta carteira rendeu o dobro que o Ibovespa. E olha que em dezembro ela também perdeu para o Ibov...

A carteira só não bateu os 60% devido as pequenas valorizações de PSSA3 (1,40%), ENBR3 (1,45%) e SMLS3 (1,27%).

Mas, convenhamos, 57% já está bem bom não?




Conclusão


2017 foi um ano muito bom para a renda variável. E aproveitando disso, a carteira fórmula mágica Joel Greenblatt conseguiu não só acompanhar, como bater com folga o índice Ibovespa emplacando uma valorização anual de 42%!

Porém, vale ressaltar, que este estudo não significa aprovação ou não da fórmula mágica. Levar em consideração 1 ano de estudo é muito pouco para tal afirmação. Sendo assim, continuarei o estudo com apenas uma alteração, na qual é não mais acompanhar as 20 ações e sim apenas as 8 primeiras da carteira conforme venho postando nos últimos fechamentos.

Relembrando, as 8 ações são essas;

  • CARD3
  • PSSA3
  • ESTC3
  • ENBR3
  • VLID3
  • CVCB3
  • FIBR3
  • SMLS3


Além de, em breve postar Conheça a nova carteira para acompanhamento!

Aguarde cenas dos próximos capítulos...


E você, utiliza alguma fórmula mágica para investir em ações?





Bis bald!


Estudo de caso - Fórmula Mágica Joel Greenblatt 2017 Estudo de caso - Fórmula Mágica Joel Greenblatt 2017 Reviewed by Investidor Inglês on 00:00 Rating: 5

39 comentários:

  1. Olá II,

    Um ano é pouco mesmo. Você leu algum artigo de alguém que usou essa fórmula por muitos anos e que deu certo?

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cowboy,

      Não li não. Lembro de ter visto algo parecido mas para o mercado americano. Aqui certeza que não.

      Abraços

      Excluir
    2. Uma vez achei dois estudos no Brasil acerca da Fórmula Mágica. Ambos estudos mostravam que a fórmula mágica, no longo prazo, dava bons resultados. Dá uma pesquisada no Google, era um estudo de mestrado e um TCC, eu acho.

      Excluir
    3. Olá Leandro,

      Eu encontrei esses estudos. Estão linkados no post Fórmula Mágica 2018!

      Valeu pela visita!

      Excluir
  2. Não existe mágica na bolsa. E o Ibov não serve para comparação com nada, é um índice péssimo, com poucas empresas, sendo boa parte delas é inservível para ser sócio.. Sabendo escolher as empresas para investir (não toma nem 5 minutos ao mês para isso) você bate o Ibov com o pé nas costas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, não existe mágica. Quanto ao Ibov, sério que acha isso?

      E também tenho minhas dúvidas quanto a esses 5 minutos ao mês...

      Excluir
    2. Sim, é sério...

      Excluir
    3. Cara, o Ibov reflete nosso mercado. Ele não tem poucas empresas não, nosso mercado é que tem. Temos o que, umas 500 ações será? Estou chutando

      Quanto a 5 min mensais e bater o Ibov com o pé nas costas, sei não

      Excluir
  3. Parabéns pela dedicação. Bem legal este estudo. Acompanho mês a mês já faz um tempo. Essas últimas 8 ações foram selecionadas agora pelo critério do caso de estudo? Não tem como você apurar com as 8 primeiras colocadas no início do estudo performaram? Digo isso porque 20 ações pulveriza bastante. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Geraldo! e grato pelo acompanhamento!

      Essas últimas 8 ações foram selecionadas lá atrás. Elas se baseiam com meu inicio de estudo sim. Vou adicionar o resultado dessas 8 ações no post!

      Abraço!

      Excluir
  4. O próprio Joel fala que precisa de uns 3 anos utilizando a estratégia pra ter um bom resultado, e que após um ano completado da ação deve vendê-la, você vai permanecer com elas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Unknown,

      Então, farei da seguinte forma;

      - Montarei uma nova carteira, seguindo a ideia do Joel de vende-las em 1 ano.
      - E a título de curiosidade, manterei as 8 primeiras ações do inicio do estudo para ver o que acontece se a pessoa não vende-las.

      Excluir
  5. Excelentes resultados a FM teve uma grande vantagem de rentabilidade sobre o IBOVESPA!

    Abraço e bons investimentos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, rendeu bem a carteira. Vamos ver como se saiu em 2018!

      Abraços!

      Excluir
  6. Muito interessante. Será que ela aguenta melhor um bear market que a média IBOV?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pelo pouco que vi, parece que não aguenta. Vou procurar mais info sobre isso.

      Excluir
  7. Muito interessante II!

    Ansioso pra acompanhar seu estudo durante 2018. Esse ano promete fortes emoções na RV!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Wannabe!

      Logo logo sai a carteira. Esse ano promete mesmo!

      Abraço!

      Excluir
  8. "Duas dissertações foram escritas com a finalidade de verificar a eficiência dela no mercado brasileiro.

    A primeira foi escrita em 2014 por Rodolfo Gunther Dias Zeidler e é intitulada “Eficiência da magic formula de value investing no mercado brasileiro”: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/12099/Disserta%C3%A7%C3%A3o_RodolfoZeidler_MPFE_27.09.2014.pdf?sequence=1&isAllowed=y

    Já a segunda foi escrita em 2016 por Leonardo Pelae Milane e é intitulada “Teste de eficiência da magic formula de value investing para o mercado brasileiro de ações”: http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/15280/Tese%20-%20Leonardo%20Milane%20-%20Magic%20Formula.pdf?sequence=1

    Há duas diferenças importantes entre as dissertações:

    O resultado da primeira foi obtido analisando as informações entre o período de dezembro de 2002 a maio de 2014. O filtro de seleção era que as empresas deveriam ter valor de mercado superior a R$90mi.

    Já o resultado da segunda foi obtido analisando as informações entre o período de janeiro de 2000 a junho de 2015. O filtro de seleção era que as empresas deveriam pertencer ao IBX-100, ou seja, foi considerado apenas as 100 empresas mais líquidas da nossa bolsa de valores.

    Considerando a primeira dissertação, o resultado foi muito satisfatório e a fórmula mágica funcionou muito bem. Tomando como base as 10 melhores empresas classificadas pela fórmula mágica e substituindo- as num intervalo de 12 meses o retorno seria de 35,0%a.a, enquanto o do IBOVESPA foi de 14,1%a.a.

    Já para a segunda o resultado foi bem inferior. Utilizando-se das 10 melhores empresas classificadas pela fórmula mágica e substituindo- as num intervalo de 12 meses o retorno seria de 17,8%a.a, enquanto o do IBX-100 foi de 13,2%a.a.

    Talvez a melhor explicação para essa diferença entre os dois resultados é que na primeira dissertação havia uma quantidade muito superior de empresas que atendiam aos requisitos de liquidez, enquanto na segunda esse número era muito menor."

    Fonte: http://www.analisandoacoes.com.br/mercado-de-acoes/joel-greenblatt-e-formula-magica-parte-1/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas informações Concursado! Isso enriquece e muito o estudo!

      Vou conferir os textos e tentar agregar algo para a próxima carteira!

      Valeu e aguarde meu novo acompanhamento!

      Excluir
    2. Muito interessante saber disso, pois confirma o que o Joel fala no livro.

      Excluir
  9. Que critérios você está usando para escolher essas empresas? Se observarmos bem a Multiplus por exemplo possui um PL inferior e um ROE superior a Smiles e não entrou nessa lista, tem outros cases de ROE elevado e com precificação razoável. Engie por exemplo, está com um ROE muito maior e um PL menos do que Energias do Brasil...gostaria de saber como você chegou a essas empresas além de utilizar a formula de Greenblatt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá anônimo,

      Os critérios cito-os no texto. Foram definidos em janeiro de 2017, na qual o estudo se iniciou. Por isso a escolha dessas empresas frente as citadas por você.

      Excluir
  10. estou seguindo o bastter system. daqui a vinte anos dou minha opinião.

    ótimo post!

    abs!

    ResponderExcluir
  11. Parabéns, seu blog é demais, venho acompanhando! Sou iniciante e vi seus post's sobre a fórmula. Montei a planilha de acordo com um tutorial da Fundamentus. Me perdi em um ponto no filtro. Qual é o indicar para olharmos e filtrarmos a) Apenas as Ações ON; b) Retirar ações com pouca liquidez (mínimo de 50 negócios por dia). E aonde e o que vc verifica no balanço anual de cada empresa? Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu amigo rico!

      Bom, essa carteira montei seguindo somente os pontos da formula magica. Então usei p/l e ev/ebtida e adicionei os filtros de a carteira conter apenas ações ON e ter no mínimo 50 negócios diário.

      Espero ter sanado suas dúvidas! Qualquer coisa só perguntar

      Abraço

      Excluir
  12. Olá Inglês,

    Bom dia.

    Fiquei muito interessado nessa formula magica.

    Gostaria de começar a aportar com ela.

    Fiquei com algumas duvidas :

    Devo comprar todas as 8 de uma unica vez? Ou devo ir comprando mês a mês?

    Uso uma planilha que encontrei em outro blog e esta indicando as seguintes ações:

    PSSA3
    TOTS3
    WIZS3
    BRKM5
    MPLU3
    UNIP6
    CARD3
    FESA4

    Seriam essas mesmas para a data de hoje 01/02/2018?


    Obrigado e parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá David,

      Desculpe a demora. Vamos lá,

      Segundo Joel Greenblatt em seu livro, a recomendação é comprar um pouco a cada três meses. E quando for comprar de novo, faz a fórmula e escolhe. Em meu estudo, não fiz isso. Até por que isso está meio confuso no livro. Não sei se é a tradução, só sei que não está tão claro entende.

      Então, eu resolvi montar a formula e adquirir tudo de uma vez. No primeiro estudo, cometi o erro de deixar ações de seguradoras na carteira. Joel diz que sua formula não se aplica a bancos, seguradoras. Assim, exclua a PSSA3, WIZS3.

      Deixe de fora essas ações.

      E essas ações batem com o que montei para o novo estudo. Talvez mude uma ou outra, mas a maioria está igual.

      Antes de montar, recomendo você comprar o livro. É bom você estar mais afundo para tomar essa decisão!

      Agradeço o elogio, desculpe por não o responde e volte sempre!

      Espero ter ajudado!

      Excluir
    2. Muito Obrigado!!!!
      Sem problemas quanto a resposta!

      Vou comprar o livro e depois de ler o livro vou iniciar meus aportes.

      Mais uma vez obrigado e por favor continue postando sempre!!!!
      São posts de riquíssimo conteúdo!!!
      Obrigado!

      Excluir
    3. Muito obrigado pelos elogios!

      Tentarei continuar com isso sim! Valeu!

      Excluir
  13. Olá inglês, boa noite.

    Estou com uma dúvida a respeito da fórmula mágica. Após um ano devemos vender as ações compradas e isso deve ser feito mesmo se a ação não valorizou?

    Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felipe,

      Isso. A ação deve ser vendida mesmo com prejuízo. Mas, vou ler o livro em inglês para me certificar disso. Aguarde mais um pouco.

      Obrigado pela visita!

      Excluir
  14. amigo qual é o nome do livro do autor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mercado de Ações ao seu Alcance em português. The little book that beats the market o original

      Excluir
  15. Olá Inglês!

    Para a Fórmula Mágica de Joel Greenblatt, qual o melhor critério?:
    1- P/L e ROE;
    2- EV/EBIT e ROIC;
    3- P/L e ROE + EV/EBIT e ROIC combinadas p. avaliar o Ativo e o Capital?

    Grato e parabéns pelo Blog que nos auxilia muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo!

      As duas primeiras opções são sugeridas para a fórmula. Se não me engano, Joel diz para dar preferência a EV/EBIT e ROIC. Caso não ter esses dados, ai sim usar P/L e ROE.

      Agradeço as palavras! Valeu!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.