Filhos, Pais, Recomeço... Esta foi a semana dos Casos da Blogosfera! - Investidor Inglês | Rumo a Independência Financeira

Filhos, Pais, Recomeço... Esta foi a semana dos Casos da Blogosfera!


Ter filhos ou não ter???    Como seus pais lidam/lidaram com grana???

             E você, já precisou recomeçar?

Esses e alguns outros são os temas de hoje no...

casos da blogosfera


E assim começamos mais um #Resumo da semana!  hahaha!   

Apesar dessa semana termos vários amigos publicando seus fechamentos, dentre eles destaco a carteira do KB Investimentos Que rentabilidade hein amigo! , tivemos os posts que deram inicio a esse texto.

Veja!

Ter filhos ou não ter?


Ter ou não ter filhos
Olha que anjinho... 
Dou inicio com o tema abordado por Cowboy e Bufunfa. veja os aqui e aqui   Assim como o Bufunfa, eu e a sra Inglês também somos abordados frequentemente sobre quando teremos nosso filho. Eu respondo que em breve. Já a sra Inglês fala que depende só de mim.

É amigos, ela jogou nas minhas costas isso aeee!

Eu penso em ser pai e sinceramente minha preocupação não é financeira. E acredito que quem tem vontade de ser, não deve pensar assim. Afinal, quantas e quantas famílias tem filhos com condições financeiras MUITO piores que a nossa, e mesmo assim, prosperam?

No post onde conto a história de um senhor que atinge os 500k, ele começou sua jornada com uma filha. E isso não o impediu de atingir tal feito.

Minha preocupação é;

  • Como educar uma criança?

Também existe a questão tempo. Sou egoísta e por enquanto não quero abdicar do pouco que tenho livre. Fora responsabilidade e tudo mais...

É um tema complexo não?   Porém, acredito que a questão financeira é o menor dos seus problemas.

Como seus pais lidam com Dinheiro?


Continuando com nossos "Casos de Família", ops, casos da blogosfera, o amigo Corey publicou como seu pai administra sua grana e o que fazer caso precise recomeçar.

E estes posts me lembram do que meu pai passou após ver seu negócio quebrar. Diferente do pai do Corey, o meu não frequentava agências dentre outros. Resumindo ele administrava bem a casa. Até que perdeu o emprego e com isso resolveu por em prática sua ideia de negócio.

Após estudos lá e cá, eis que ele compra um empreendimento já iniciado. Assim, meu pai não teve a experiência que o amigo Frugal está tendo.

Como comprou um negócio em operação, ele apenas "tocou o barco" e viu as verdinhas entrarem.


Isso até o estado começar a se intrometer em sua empresa e assim ajudar a quebra-la. O estado tem grande culpa na falência da empresa do meu pai, mas também há um outro motivo;

  • A falta de caixa.

Meu pai falhou ao não montar caixa.  Pecou em não separar a grana da empresa com seu salário. Enquanto entrava mais do que saia beleza, mas quando começou o inverso...

Meu pai quebrou e não levou a família junto pois saiu digamos que na "hora certa". Ele pegou um empréstimo, depois outro e percebeu que continuaria pegando se não abandonasse a empresa.

Assim ele a vendeu e com o que sobrou, recomeçou com um carrinho de cachorrão. Lembro quando ia visitar seu carrinho. A situação dele era bem ruim pelo o que já viveu. Mas o velho não teve vergonha e tocou o lanche até uma oportunidade de emprego aparecer. Hoje está super bem.

A reflexão proposta pelo Corey sobre recomeçar é muito boa, as vezes penso o que fazer caso perca meu emprego ou a sra Inglês perca o dela.

E você, já pensou no assunto?



Post da Semana


Essa semana postei Como falar de Dinheiro em um Relacionamento?  E ai, já falou com ela/ele? Missão complicada não? Mas é um assunto cada vez mais importante para os futuros casais.

Como casei na igreja, você precisa fazer um curso de casais. E acredite, finanças pessoais estão sendo discutidas nesses cursos. Interessante não?

E para terminar, não terminando...


O André do viagemlenta republicou sua biografia. Muito legal a história dele, vale conferir para injetar mais animo na busca da IF.

Como esse #ResumodaSemana nasceu contando algumas séries que assisto, deixa eu contar a última que assisti.


série Dark
Fonte Imagem:  Cinepop


Uma série que alguns a comparam com Stranger Things. Até tem algumas semelhanças, mas não pense que abordam o mesmo assunto. Pois não abordam!

Dark é uma série complexa. Assim como Mr Robot, você precisa prestar atenção para entender seu assunto. O segredo destas séries gira em torno do mistério que elas criam.

Quanto a Dark, se já pesquisou sobre wormhole (buraco de minhoca) e principalmente assistiu o filme O Predestinado, você irá gostar! certeza!


Ah, e Mr Robot, está assistindo?







Bis bald!

Filhos, Pais, Recomeço... Esta foi a semana dos Casos da Blogosfera! Filhos, Pais, Recomeço... Esta foi a semana dos Casos da Blogosfera! Reviewed by Investidor Inglês on 09:00 Rating: 5

21 comentários:

  1. Olá II,

    Obrigado por lembrar do meu post.

    Esse negócio de ter filhos é complicado. No meu ponto de vista. Quem quer tem que ter condições financeiras e psicológicas. Com isso a fome e a violência pode até diminuir. Minha opinião.
    Meus pais tiveram 6 filhos. Fomos criados na roça e acredito que é mais fácil do que na cidade, mas mesmo assim é bem puxado ainda mais para pobres.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Cowboy!

      Baita complicado não? Psicológicas sim e muito! financeiras também, mas acredito que mais psicológicas.

      Caramba 6 filhos? Aqui meus pais tiveram 3.

      Abraços

      Excluir
  2. Bem legal Inglês! Mais uma vez excelente narrativa e obrigado pela menção! Stranger é ótimo, e já que estou esperando mais uma temporada, acho que vou desembarcar no DARK mesmo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Bufunfa!

      Também na espera de Stranger Things e agora dessa Dark. Assista e depois conte o que achou!

      Abraço!

      Excluir
  3. Assisti Ozarks Inglês. Apesar de muitos compararem a série com Breaking Bad, acho que tem muito chão para chegar próximo à BB. Todavia, achei a proposta interessante. Vou separar essa série Dark para assistir. Valeu pela dica. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conhecia essa Finansfera. Vai para a lista rs

      Abraço!

      Excluir
  4. Opa Inglês, blz.

    Filhos... estamos com 1 e penso em parar por aqui. Embora muitas pessoas nos perguntem quando virá o próximo. É bom, mas dá um trabalho...

    Tem um filme que resume bem, "Plano B".
    Tem uma cena que o cara diz pro outro como é ver filhos. Ele diz que é horrível, horrível, e horrível. Aí de repente é mágico, você não sabe explicar, e se esquece de qualquer dificuldade. Aí depois volta a ser horrível, e horrível. Kkkkkkkkkk
    Achei bem hilária a cena.
    Quem pensa em ter filhos, vale a pena assistir.

    Sobre séries, terminei a 2 temporada de Mr Robot, e cara, it blowed my mind!

    Aquele episódio que simula uma sitcom americana dos anos 80 foi surreal!

    Vou esperar terminar a 3 temporada pra maratonar hehe

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Diario!

      Anotei esse filme. Tentarei assisti-lo com a sra Inglês rsrs

      Cara a 2 temporada de Mr Robot é muito insana não? Ela muda bastante nossa percepção da 1 temporada. Até irei assistir novamente a 1 temp hehe

      Meu e baita surreal nisso! Foi muito interessante o episódio.

      Eu não aguentei esperar e estou assistindo toda semana rsrs

      Abraço!

      Excluir
  5. Olá Inglês.

    Sobre a quebra financeira do seu pai, poxa, que orgulho dele eu senti.

    Imagina ter que recomeçar vendendo cachorro quente. Não acho menos digno isso, mas não é o sonho de ninguém.

    De resto, ficou bom o resumo da semana.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alemão!

      Era triste vê-lo no carrinho pelo estado em que estava, mas era bom vê-lo não desistir.

      Não é todos que tem essa coragem não é mesmo?

      Valeu, Abraço!

      Excluir
  6. Polêmicos post, mas não falaram na possibilidade de ter filhos problemáticos, que querem viver as custas dos pais e ainda abocanhar parte do patrimonio dos pais.

    Tenho um conhecido que a esposa morreu, automaticamente o filhos herdam 50% da mãe e os outros 50% são do pai, mas os filhos obrigaram o pai dar o dinheiro para eles, tudo bem que está na lei, mas o correto seria os filhos nem se preocupar com isso e esperar o pai falecer para depois discutirem sobre herança

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente tem bastantes histórias assim. Tenho um amigo que está bem de boa em sua casa. Trabalhar diz ele, hoje não. Ele é um dos casos em que o sr Madruga postou certa vez.

      Excluir
  7. Temas polêmicos, realmente.

    Difícil mensurar o que é certo e errado no lance de filhos pois se trata de decisões muito individuais e sem base lógica, apenas emocional. Existem pouquíssimas métricas a seguir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Essa questão de filhos é bem pessoal. Cada um deve pensar a respeito.

      Excluir
  8. Olá II!

    Concordo contigo que o ponto principal da decisão de ter filhos passa longe da condição financeira. Ela é importante, mas outros aspectos são bem mais significantes. É uma decisão que envolve capacidade, protagonismo e sobretudo responsabilidade. Hoje vemos jovens totalmente alienados em famílias cheias de grana. E jovens muito pés no chão em famílias com alguma dificuldade financeira.

    Apesar de nunca ter tido receio de perder emprego, nunca pensei em ter negócio próprio. Talvez isso venha um pouco de meu pai, que já empreendeu uns negócios que deram com os burros n'água. Mas fique tranquilo, II! Com conhecimento e bom senso, a gente quase sempre consegue algo melhor se o atual não der certo. Às vezes, isso pode até ser um empurrãozinho que faltava para a gente melhorar, pois enquanto o emprego vai bem, não arriscamos nada...

    Finalizei Stranger Things, agora quero finalizar Vikings. E putz, lançou a segunda temporada de The Crown... Olha esse tempo...

    Obrigado pela citação, II. Na postagem de hoje, coloquei alguns números do blog e fiz alguns questionamentos para quem também é blogueiro. Se puder dar seus comentários lá e divulgar para que mais blogueiros comentem, acho que vai ficar legal, com cada um conhecendo melhor o blog de outro.

    Abraço e boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá André!

      Perfeito! Isso "capacidade, protagonismo e sobretudo responsabilidade" resume bem meu ponto. Nem fale nesses jovens cheios da grana. Tem tudo para deslanchar, mas não querem...

      É verdade, não arriscamos nada mesmo rs.

      Sobre séries, logo volto a assistir Vikings. Terminei a 4 temporada. E essa The Crown, é boa mesmo? Sempre olho para ela e cogito assistir.

      Não tem por onde André! Sua biografia é uma inspiração para nós da blogosfera!

      Vou passar lá Abraço e boa semana!

      Excluir
    2. Obrigado II!

      Bom, gosto muito de história, então sou suspeito... O interessante nessa série é uma amostra do que é, de fato, ser realeza no Grã-Bretanha. Acho que a maioria lá preferiria ser pessoas normais...

      Abraço!

      Excluir
  9. Um tio dizia que "filho só dá prazer quando passa pelo canal da uretra" :)

    Tenho 2, e posso dizer que, como toda história de amor avassalador, te leva ao céu e ao inferno, momentos de puro êxtase e outros do extrema preocupação e aflição. Mas no final é isso que torna a vida divertida e nos move. Uma família estruturada é sublime, é o que te da chão nos momentos mais difíceis, e o que te motiva a seguir adiante.

    Tenho 44, aos 30 quebrei com estilo (alguns MM de dividas), me recuperei (com outro negócio) apesar de ainda gerenciar partes dos problemas do nabo 1. Desde que iniciei a empreender aos 26, foi tanta correria que nunca parei para pensar sobre o futuro, somente agora estou refletindo sobre os próximos 44 anos. Agradeço pela família que tenho, pelo que construí até aqui mas a única conclusão clara a que cheguei é que preciso mudar, os próximos 20 não serão como os últimos. Estou vendendo minha empresa, fazendo as malas e mudando para o interior. Back to basics. O que farei no futuro? Ainda não sei, vou me planejar em voo. O que me agrada é esta sensação de me lançar ruma ao desconhecido pra ver o que a vida trará. Não é tanta porralouquice pois construi um pé de meia razoável e confio no meu taco para fazer o que bem entender. Viver nesta nossa épca dá esta possbilidade a quem tem coragem e auto-confiança. Quem sabe volte aqui pra compartilhar o segundo tempo da minha jornada neste mundo louco e maravilhoso.

    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Caipira rico, grato pela visita!

      E meu, que belo relato! Espero que volte aqui para contar sobre o segundo tempo!

      Abração e sucesso também!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.