Finanças Pessoais tem tudo e NADA a ver com Dinheiro! - Investidor Inglês | Rumo a Independência Financeira

Finanças Pessoais tem tudo e NADA a ver com Dinheiro!

Finanças Pessoais é sobre gerenciar seu dinheiro


Ao ler/escutar sobre finanças pessoais, o que geralmente vem a mente é...dinheiro. Sim, ele, o meio para atingirmos objetivos, sonhos, necessidades e outros mais. Também associamos muito finanças pessoais a ficar rico, aumentar rentabilidade e dai por diante. Não é mesmo?

Porém, finanças pessoais não tem nada a ver com dinheiro e sim, mais sobre usá-la para otimizar seus valores e prioridades.

Aprenda a Gerenciar seu Dinheiro e Não o Contrário


Já ouviu a expressão - Dinheiro não é problema, e sim a falta dele?  E a clássica, Dinheiro não compra felicidade?  Já ouviu certo. Eu concordo com ambas e você?

Bom, apesar de dinheiro não comprar felicidade, não ter o bastante dele pode ser um problema. E o nível de problema pode variar dependendo da sua situação.


Em alguns posts, falei sobre a crise que assola nosso país e principalmente onde trabalho. Cheguei a comentar que fiquei alguns dias sem receber? Então, aconteceu. E se eu não tivesse a repetitiva reserva de emergência (acho que estou falando demais dela, sorry) eu teria que vender alguma ação ou fii para cobrir meus gastos, algo nada desejável...

O meu caso ainda é leve perante a de um amigo. Um cara muito inteligente e trabalhador que está há quase 9 meses desempregado. Por sorte*, mesmo estando há 9 meses sem uma renda fixa digamos assim, ele está em uma posição "confortável". Confortável entre aspas pois mesmo tendo uma reserva legal, não deve ser nada bom de vê-la diminuir. Mas, por outro lado... melhor não imaginar...

Então, goste ou não, dinheiro te da poder. E aqui o ponto - Muitos são controlados por ele! Ai que entra as finanças pessoais. Finanças pessoais se trata em como gerenciar seu dinheiro para que você tire proveito dele. É sobre assumir o controle. Ironicamente, o objetivo dela é chegar a um ponto onde você não precise se preocupar com... Dinheiro!

*Quem leu o livro A Boa Sorte sabe que tipo de sorte meu amigo teve!


Cadastre seu E-mail!


Assine o feed e receba atualizações do blog diretamente em seu email!



Dinheiro em si Não é o Objetivo


É fácil assumir que gerenciar dinheiro significa correr atrás dele. Óbvio, ter mais dinheiro sempre ajuda, mas se dinheiro é seu objetivo final, você está fazendo errado. Seu objetivo deve estar no que fazer com o montante e não com o dinheiro em si.

Lembre-se, o dinheiro é uma ferramenta e não um ideal. Finanças pessoais não é sobre acumular ferramentas. É sobre como usar essa ferramenta para viver a vida que você quer. Aqui o pensamento de um blog estrangeiro;
"Não há nada errado com dinheiro, e absolutamente nada errado em ir atrás de mais dele, se fazer isso te ajuda a ser mais você, e te permite fazer mais do que o faz sentir vivo. Também é muito importante ter o bastante para manter um teto sobre a cabeça e comida sobre a mesa. Estou certo em não dizer que o desejo em ter qualquer dinheiro é uma perda de tempo, principalmente por permitir nos manter. Apenas assegure-se em saber o porquê está o perseguindo..."  Se sabe inglês, Aqui o post do blog mencionado.
Resumindo, dinheiro não é o foco. Não é sobre ficar em um emprego que você odeia em troca de pedaços de papel para um dia aposentar e finalmente relaxar. É sobre usar dinheiro para perseguir o que você quer mais na vida. Isso pode até significar economizar o bastante para deixar o emprego que você odeia para fazer o que realmente quer!

Interessante que a parte acima me fez lembrar que em meu post Use o poder do Dinheiro para tornar seu Trabalho Melhor, eu falhei ao não transmitir a mensagem que Mad Fientist passou. Se já leu o post, por favor releia-o, acredito ter corrigido meu erro.


É mais sobre Pensar do que Somar


Lembra das regras básicas das finanças pessoais, regras essas como;

  • Gastar menos do que ganha;
  • Quitar suas dívidas;
  • Investir para seu dinheiro crescer.

Elas são importantes, mas não traduz o que realmente são as finanças pessoais. Simplesmente porque a maioria delas são, Pessoais! E as vezes, isso significa até quebrar as regras básicas e fazer o que funciona para você. Mais do que contas e regras, finanças pessoais tem a ver com comportamento, ou seja, seus hábitos, mentalidade e ações.

E foi justamente esse o ponto que eu procurei abordar quando passei o curso sobre Planejamento Financeiro. Acredito que o foco deve ser mais na criação de hábitos do que regras. Você pode ficar o dia inteiro lendo sobre as melhores regras para quitar suas dívidas, mas se não ter a mentalidade correta, você provavelmente não o fará. Ou, colocará as regras em prática por um tempo, para mais tarde abandoná-las.

Muitas pessoas não dão a mínima para o gerenciamento de dinheiro pois dizem Não ligar para ele. Curiosamente, esse é exatamente o motivo que elas deveriam cuidar dele. Se você não gosta de pensar sobre dinheiro, deveria montar um sistema para gerenciá-lo.

Sim, Finanças Pessoais é isso! Ela tem a ver com dinheiro. Entretanto, é sobre realmente aprender a controla-lo assim você pode seguir com sua vida, independente se isso significa viajar, ter o suficiente para seu estilo de vida ou apenas pagar suas contas sem preocupação. 











Bis Bald!
Finanças Pessoais tem tudo e NADA a ver com Dinheiro! Finanças Pessoais tem tudo e NADA a ver com Dinheiro! Reviewed by Investidor Inglês on 00:00 Rating: 5

20 comentários:

  1. As finanças pessoais são um meio para atingir seus objetivos e ter uma vida mais feliz

    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Parabéns! Realmente não é o objetivo final.

    ResponderExcluir
  3. Pessoas que dizem não ligar pra dinheiro podem me enviar cada real que ganharem.

    Não da pra misturar dinheiro com o que não tem a ver com ele.

    ResponderExcluir
  4. IInglês,

    "Porém, finanças pessoais não tem nada a ver com dinheiro e sim, mais sobre usá-la para otimizar seus valores e prioridades."

    Acho que poucas pessoas se atentam para essa frase. O problema é que muitos entram em uma espiral de só economizar e ter mais dinheiro que acabam se privando de viver. Falei sobre isso neste post https://buscandooprimeiromilhao.blogspot.com.br/2017/10/como-voce-vive-vida-frugalidade-ou.html

    Devemos manter o equilíbrio entre viver e ter dinheiro. Conheço pessoas que tem muito dinheiro e não realizam sonhos e vontades simplesmente por quererem mais dinheiro.

    Certa vez uma amigo disse que o sonho dele era ter um camaro. Custa aí uns 180 a 200k mas o patrimônio dele era de 4kk, ou seja, pra mim uma pessoa que tem 4kk investido e sonha em ter um camaro e não tem não tá sabendo equilibrar as coisas. Comprar o carro não deixa ele pobre até mesmo porque ele não daria esse valor todo, daria o carro dele mais a diferença.

    Resumindo, tem gente que vive miseravelmente somente pra ter números no banco.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala BPM!

      Meu post bate bem com o seu mesmo! E sobre o Camaro, quantos porcentos ele retiraria do patrimônio? 5%? Realmente não está aproveitando o que conquistou.

      "Resumindo, tem gente que vive miseravelmente somente pra ter números no banco." Sim, é exatamente isso!

      Abraço!

      Excluir
  5. Olá II!

    Sim, dinheiro é essencial como o meio. No fundo, até a liberdade financeira acaba sendo um meio também (meio 1 e meio 2 rsrs) para se atingir um fim: a realização de seus sonhos! Também escrevi sobre isso no post dessa semana.

    E vc matou a pau quando disse que são os hábitos que mudam sua relação com a forma de ver as finanças pessoais e o dinheiro em si. Colocar as regras em primeiro plano por si só, apenas prejudicam o gerenciamento de seus objetivos!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá André!

      Vou dar um pulo em seu blog! E obrigado!

      Abraço!

      Excluir
  6. Fala Investidor InglÊs,

    Muito boa a postagem, principalmente pelo fato que o mais importante é mudar os hábitos em relação as finaças pessoais para a busca de objetivos.
    O dinheiro é apenas um meio de se chegar aos objetivos.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Aportador!

      Valeu! Sem o hábito, a galera volta a gastar...

      Abraço

      Excluir
  7. Parabéns pelo post II,

    No mundo que vivemos o dinheiro é essencial. Muito complicado viver sem dinheiro.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu Cowboy!

      Diria dificilíssimo! Para mim, praticamente impossível rs

      Abraços

      Excluir
  8. II, penso na mesma linha que você: Dinheiro não é o fim, e sim o meio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Enriquecendo! Pois é, imagina buscar apenas dinheiro, dinheiro...e não fazer nada com ele? No fim, só é um monte de papel...

      Excluir
  9. Oi Inglês,

    É como você colocou: a falta de dinheiro contribui em muito para frustrações de todo o tipo, e consequentemente para a infelicidade. Ou seja, evitar tratar de finanças por um suposto desprendimento material não contribui em nada para o caminho rumo a uma vida feliz.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi DM!

      Sim, e quanto mais a pessoa "tratar" de finanças, menos terá que se preocupar com dinheiro!

      Abraços

      Excluir
  10. Excelente texto e obrigado pela adaptação II,
    realmente muito boa.
    Já tentei transmitir a mensagem para outras pessoas, mas é difícil. E esse texto vai no cerne da questão...

    BPM, excelente seu comentário tb. A palavra equilíbrio parece não constar no dicionário de muitos.


    Abc

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado FPI e valeu pela visita!

      Infelizmente,muitos não querem compreender

      Abraço

      Excluir

Tecnologia do Blogger.