A Importância da Reserva de Emergência e onde guardar, quanto ter... - Investidor Inglês | Rumo a Independência Financeira

A Importância da Reserva de Emergência e onde guardar, quanto ter...


Neste post contarei a importância em ter uma reserva de emergência. Engraçado que só descobrimos sua importância quando precisamos não é mesmo?

Você também verá;


Mas antes...

Reserva de Emergência: O que é ?


De bate e pronto é ter dinheiro em caixa. Dinheiro esse que você se compromete a usar somente em casos de necessidade

E quais seriam essas necessidades? Para alguns seriam perder o emprego, ficar doente, bancar uma manutenção mais cara do carro, da casa...

E por ai vai...

Enfim, a reserva de emergência é para te ajudar nesses momentos de apuros. Sua utilização se restringe a isso, te ajudar.

Abaixo um trecho retirado do site valoresreais.com explicando melhor;
Reserva de Emergência nada mais é do que uma provisão financeira alocada em investimento conservador, de baixo risco e de alta liquidez, que lhe permita resolver problemas financeiros sem depender do salário ou outra fonte de renda ativa, nem recorrer a empréstimos ou soluções que causem endividamento.

É muito útil principalmente em épocas de crise ou acontecimentos inesperados que tenham repercussões negativas no patrimônio do investidor. Por exemplo: perda de emprego, doença na família etc." by valoresreais

A Importância da Reserva de Emergência


Bom, a reserva de emergência é para nos ajudar certo? Então, em um passado não tão distante, precisei utilizar uma parte da minha reserva para manutenção do meu carro, manutenção essa que tirou um mês da minha reserva.

Se eu fosse contar apenas com meu salário, eu não pagaria. Teria que deixar o carro em casa até conseguir o dinheiro para arrumá-lo.

Muitos por não ter uma reserva de emergência recorrem ao pagamento a prazo. Nada contra, eu também recorro. Mas, e se seu carro quebrar novamente no próximo mês?

Sei que não é comum... Mas pode acontecer!


Caso você tenha parcelado a manutenção anterior pois não tem uma reserva, terá que parcelar novamente essa. E pior, com o agravante de já estar pagando uma manutenção.

Olha o problema, você já estava pagando uma conta e agora terá que pagar mais uma. Some com suas outras despesas e isso começara a impactar seu dia-a-dia. Isso se as manutenções já não tiverem estourado seu orçamento! Puxa, ai você não dorme...

E é para justamente não te tirar o sono que a reserva de emergência serve!

Perdeu o emprego?  Ah, eu tenho dinheiro guardado que cobre minhas despesas por três meses!

O cara acima não irá perder o sono! Pelo menos não por dois meses...

Mas, quem não tem reserva alguma já entrará em desespero assim que tal noticia chegar!

Viu a importância? Custos e noticias assim costumam aparecer sempre em momentos inesperados. É melhor se prevenir não? Afinal, já dizia o ditado

É melhor prevenir do que remediar.

Agora que você sabe o porquê ter uma reserva de emergência, vamos ver quanto ter nela.


Quanto dinheiro ter em sua Reserva?


reserva de emergência quanto ter

O quanto guardar para montar sua reserva de emergência vai de cada um. Sim, o valor é você quem define! Especialistas em finanças sugerem que você tenha guardado de 6 a 12 meses de suas despesas mensais

Mas, como disse acima, é você quem irá definir o valor. Se você tem plano de saúde, seguro do carro da casa... pode colocar um valor menor. O importante é ter essa reserva. É ter um montante que o deixe tranquilo.

Afinal, nunca se sabe o dia de amanhã, não é mesmo? Lembre-se do ditado, é melhor prevenir...

Eu tinha definido 6 meses das minhas despesas mensais. Porém, com a crise que assola nosso país e principalmente a empresa onde trabalho, a ponto de comemorar ao ver meu salário na conta, (parece que o pior já passou! Ufa!) resolvi aumentar para 12 meses!

E assim, estar preparado para imprevistos tais quais;

  • Não recebimento do salário,
  • Desemprego,
  • Quebra do veículo
  • E tantas outras coisas mais...




Onde guardar sua Reserva de Emergência? 


Guardar debaixo do colchão? Na sua conta-corrente? Hmm...

O problema das opções acima é que seu dinheiro estará sendo corroído pela inflação. Apesar de também não proteger, a conhecidíssima Poupança ao menos ameniza isso.

Portanto, a poupança é bem adequada para guardar sua reserva de emergênciaApesar dos seus baixos rendimentos, você pode resgatar o dinheiro a hora que quiser. E isso é muito importante!

Novamente, a função da reserva de emergência é nos ajudar!

Sabendo disso, seu montante precisa estar em lugares de fácil acesso, ou seja, em aplicações liquidas. Liquidas como a poupança.

Como a poupança, não o Tesouro Selic!

Sério, repense o uso do Tesouro Selic para sua reserva de emergência. Imagina você precisando do dinheiro para ontem e ao tentar resgatar seus títulos dá de cara com o mercado suspenso? Até comentei dias atrás no Twitter sobre isso;

reserva de emergência onde guardar
Clique na imagem para Ampliar!

Assim, eu não recomendo colocar sua reserva de emergência no Tesouro Selic! Diversifique sua reserva com poupança e CDBs a 100%. Depois disso você até pode pensar em tesouro...

E, dependendo do tamanho da sua reserva, você até pode usar uma estratégia para remunerá-la melhor. Lembrando que este não é seu objetivo principal, ok?

Expor sua reserva de emergência a riscos de investimentos por troca de uma melhor remuneração não é seu objetivo!


Bônus: Estratégia para melhorar os rendimentos!


reserva de emergência tesouro selic

Se você utilizar somente a poupança, precisará acompanhar sua inflação pessoal para de tempos em tempos readequar o montante.

Lembre-se que a poupança não nos protege da inflação.

Assim, você pode usar CDBs com liquidez diária (isso é muito importante!) a no mínimo 100% do CDI para dar um plus a sua reserva. Não que isso vá te proteger da inflação, mas é melhor do que contar somente com os rendimentos da poupança.

Sem contar que isso não aumentará os riscos!

Abaixo uma ideia de como estruturar sua reserva;

  • 1 ou 2 meses guardados em poupança;
  • 4 meses em CDBs.

Lógico que isso dependerá do quanto você irá guardar. Caso tenha despesas mensais por volta de 10 mil, talvez deixar um mês só na poupança já seja legal.


O acha da estratégia?  Desnecessária? Interessante? Faz igual... Já montou sua reserva?  Comente!!!






See ya!

A Importância da Reserva de Emergência e onde guardar, quanto ter... A Importância da Reserva de Emergência e onde guardar, quanto ter... Reviewed by Investidor Inglês on 00:00 Rating: 5

24 comentários:

  1. Acho que mais de metade dos brasileiros nem sabe o que é isto... A reserva de emergÊncia é o parente mais próximo.

    ResponderExcluir
  2. A minha reserva está no TD, mas é bem pouca, pretendo aumentar um pouco mais.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  3. Reserva de emergencia é muito importante

    penso em alocar ela na poupança mesmo, pois será um dinheiro que deverei esquecer que exista e não esperar usa-lo

    te add no meu blogroll, comecei agr minha jornada pelo mundo das finanças

    abraços

    http://coalaperdido.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Coala!

      Legal, monte o quanto antes sua reserva de emergência. Nunca se sabe quando precisaremos não?

      Passarei no teu blog!

      Abraços

      Excluir
  4. Acho válido reserva de emergência. Deixo a minha na poupança mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Beto!

      é valido sim. Eu se não tivesse reserva, teria que me desfazer de alguma ação para poder pagar a manutenção do meu carro.

      Excluir
  5. Muito importante, a minha está em Selic e pretendo aumentar, afinal ano que vem tem eleições e podem surgir boas oportunidades.

    ResponderExcluir
  6. Investidor Inglês,

    Gostei da sua estratégia e do tempo: poupança, TD, CDB com liquidez diária.
    Eu também utilizo a poupança como reserva, mas com a baixa rentabilidade, estou pensando em migrar essa opção para o CBD com liquidez diária (dependendo da taxa, claro) para não comprometer a rentabilidade ainda mais do que o IR já faz.

    Abraços,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosana,

      Antes eu usava só poupança, desperdício rsrs Não lembro o blogueiro que postou essa estratégia, mas quando a vi pensei - Verdade, pq deixar tudo na poupança? Posso deixar algo que cubra dois meses nela e o restante usar algo que renda um pouco mais rs

      Abraços

      Excluir
  7. Legal! Bem alinhado com minha estratégia de investimentos. Pena que aprendi do jeito difícil...

    ResponderExcluir
  8. Já aconteceu comigo mais de uma vez kkk . tive que vender investimentos com prejuízo para comprar outro que ao meu ver seria melhor , tivesse eu a bendita reserva de emergência teria aproveitado a aportunidade e mantido o outro investimento que também não tinha maus fundamentos .

    Eumesmo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eumesmo, grato pela visita!

      É cara, acontece!

      Excluir
  9. Eu vou de fundo RF/DI, LCI com liquidez e tesouro selic.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Vagabundo! legal sua combinação. Eu não curto fundos, prefiro cdbs

      Excluir
  10. E sobre reserva de oportunidades ? Tivemos entre 2010 e 2015 um periodo de queda na bolsa com varias empresas boas vendidas a preço de banana. Quem aproveitou deve estar rindo agora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu deixo no mesmo bolo Vagabundo! Aumento minha reserva de emergência para aproveitar essas oportunidades.

      E sim, quem aproveitou deve estar bem feliz mesmo. Valeu!

      Excluir

Tecnologia do Blogger.