quarta-feira, 30 de novembro de 2016



é difícil economizar não é? Acompanhe o post e verá algumas dicas sobre como economizar dinheiro
Conta pra lá, conta pra cá. Como economizar dinheiro não?
Hey!

Neste post, mostrarei como economizar dinheiro com dicas de fácil compreensão. Dicas essas que te ajudarão a fechar o mês no azul! Legal, não? Pronto para começar?


Como economizar dinheiro? - Meu primeiro passo


Eu tive sorte de estar em uma família bem estruturada, a ponto de receber uma "mesada" dos meus pais. O valor não era muito, mas sei que infelizmente essa não é a realidade de muitas pessoas do nosso país.

De posse da mesada e "começando" a vida (mais ou menos há 16 anos...é, o tempo passa...), via meus amigos indo para baladas, cinema entre outros.  Lógico que eu queria estar sempre junto, mas infelizmente tinha um problema; o dinheiro não dava para bancar tudo!  O que eu fiz?  Fui pedir mais dinheiro a meu pai, e logo veio a resposta;

  - muleque se vira, já te dei o dinheiro!   Gaste menos da próxima vez!

A resposta dele ficou ecoando na minha mente; - Como gastar menos? Como economizar dinheiro?  E nada de chegar a uma conclusão. A solução foi perguntar ao veio (meu pai) como faria para resolver isso. Logo ele disse;

- filho talvez o dinheiro que te dou, não dê para fazer tudo isso que você quer, ou talvez dê, basta você saber utilizar o dinheiro. Já pensou em não gastar todo seu dinheiro na primeira saída?  Pense nisso!

Não gastar tudo, hmm,  ok vou tentar. E lá fui eu para a balada com os amigos com metade do que recebia. Resultado: - Aproveitei da mesma forma! Tá, tudo passou a ser controlado, não dava pra querer encher a cara com quase nada que levava, a grana geralmente era para entrar no lugar e beber e comer as opções mais em conta.

Com essa atitude, pude aproveitar mais consumindo menos. Se antes eu gastava tudo na primeira saída, tendo como consequência ter que ficar em casa o restante do mês por não ter mais dinheiro, depois da lição que meu pai me deu, eu passei a economizar mais e sair mais também!!!

Gastando menos do que se ganha



Esse foi meu primeiro passo sobre como economizar dinheiro. Graças a meu pai que me disse não na insistência por mais dinheiro e pelos conselhos, mostrando que é possível fazer mais com menos.

Tá Inglês, mas e na prática, Como economizar dinheiro?

Mostrei acima a primeira técnica - Ao sair, levar menos dinheiro!  Veja abaixo mais algumas;

  • Deixar o cartão de crédito em casa e levar dinheiro contado; (ideal para quem não tem controle) Detalhe!!! Opte por essa opção quando o lugar não exigir altas quantias (no meu caso até R$100,00), pois corremos risco de assalto (infelizmente)

  • Planejar com antecedência suas compras; Assim você tem tempo para pesquisar e quem sabe pegar uma promoção!

  • Definir destinos para seu dinheiro; De posse da grana, defina um percentual que irá "trabalhar" para você, ou seja, o dinheiro que irá te trazer mais dinheiro! Não importa se é 10% ou R$10,00. Aqui o importante é começar.

como economizar dinheiro definindo "destinos" para ele!
Exemplo para uma pessoa solteira que mora com os pais

No exemplo acima, percebe que ainda sobrou R$200,00 para a pessoa? Procure montar seu orçamento sempre deixando uma sobra. Afinal, nunca sabemos se iremos receber a mesma quantia não é?  (se você é assalariado, a empresa pode descontar um atraso, sindicato...etc)

Crie um orçamento doméstico!


Nele, você irá registrar todos os seus gastos. Inclua ai o gasto com você, ou seja, seu investimento e suas receitas. Dessa forma, ficará mais fácil de saber onde cortar ou reduzir

Eu falei um pouco sobre meu orçamento doméstico. Leia!

Posts Relacionados






See ya!

segunda-feira, 28 de novembro de 2016


Ao casar ou morar junto com alguém surge a questão Como vamos dividir as contas?  Quem vai pagar o que?  Vamos rachar meio a meio?  Vamos abrir conta-conjunta?  Perguntas difíceis não?  E a resposta também não costuma ser fácil...


Saiba abaixo como dividir as contas proporcionalmente!


Como era antigamente?

"tá, nem tão antigo assim..."


Existem várias formas de se dividir as contas entre o casal. Mesmo antes, quando era comum apenas o homem exercer atividade remunerada, não tinha só um jeito de dividir. Existiam aqueles que entregavam todo seu salário para a esposa e ela cuidava do resto e aqueles que se responsabilizavam com toda a tarefa.

Tiro como exemplo dessas duas situações meu pai e minha sogra. Meu pai é o cara que se responsabilizou em administrar toda a casa no quesito financeiro, cabendo a minha mãe as outras atividades. Já minha sogra se encaixa perfeitamente na situação em que o marido lhe entrega todo o salário, deixando para ela toda a responsabilidade da casa.



E como os casais dividem hoje?


Hoje como todos trabalham, o que fazer? Dividir meio a meio? Um paga uma conta e o outro paga outra? Juntar as receitas para pagar as contas?

A forma que eu acredito acreditava ser a mais comum é a divisão meio a meio. Vocês somam todos os custos da casa e dividem o valor de forma igual para os dois. Se o casal ganha salários se não igual mas próximos, acredito ser legal usar essa divisão. Do contrário já não acho justo penalizar quem ganha menos.

Depois de postar esse texto, percebi que várias pessoas não estão dividindo, mas sim somando as contas entre o casal. Alguns estão adotando a conta conjunta para administrar as receitas e despesas da casa. Uns amigos até chamam essa forma de "Tudo junto e misturado". Afinal, é bem por ai não é mesmo?

Acredito ser legal essa forma de administrar. Em vez de dividir, você irá somar as receitas/despesas em um único ponto. E isso deve facilitar as coisas. Mas, hoje eu não me vejo usando esse modelo. Eu e minha mulher brigaríamos a cada extrato impresso da conta conjunta...

Como dividimos nossas contas proporcionalmente?

Divida suas despesas proporcionalmente!


Para não penalizar quem ganha menos, é possível dividir as despesas proporcionalmente. Somam-se todos os custos da mesma forma que a divisão meio a meio com a diferença que, ao invés de cada um pagar metade das contas, quem ganha mais pagará mais e quem ganha menos pagará menos.

Eu e minha mulher chegamos ao acordo de uma proporção de 75/25. Eu me responsabilizo em pagar 75% da soma dos custos da casa e ela os 25 restantes.  Esse foi o percentual mais adequado no nosso caso, pois tenho uma renda maior que a dela e com isso não seria justo dividir meio a meio.

Se dividíssemos meio a meio, seria o mesmo que minha mulher entregasse todo seu salário para mim (até que não soa má ideia rsrs). Mas, isso a tornaria completamente dependente ao ponto de que para comprar uma bala, ela teria que me pedir dinheiro!

Já não soa tão legal a ideia de ficar com o dinheiro dela, não é mesmo?

A grande vantagem que vejo em dividir as contas proporcionalmente é dar liberdade a ambos. Afinal, cada um terá sua obrigação dentro de casa, pois ambos terão responsabilidades nas contas e ainda assim, terão independência de usar o que sobra de seus salários para fazer o que quiser! Isso no meu caso faz MUITA diferença. Com o que sobra do meu salário eu compro o que bem entender e assim faz a senhora Inglês. Sem stress! Sem brigas!  No nosso caso, esse modelo está praticamente perfeito!

Exemplo de como dividimos nossas contas


Na imagem abaixo, demonstro mais ou menos como organizamos nossas despesas.

Veja como dividimos as contas proporcionalmente!
Exemplo da nossa divisão de custos... Veja meu post mostrando como montei essa planilha
 
Decidimos utilizar a divisão nesse percentual depois de uma conversa, na qual eu acredito ser a melhor forma de se chegar a um acordo. Poderíamos ter optado pela divisão meio a meio, ou que um ficaria com toda a responsabilidade, ou até mesmo utilizar conta-conjunta, por que não?  Mas, repito, sempre com a condição de que ambos concordassem.

Portanto, conversem!  Discutam (com respeito é lógico) qual a melhor opção se encaixa ao casal.

Será que é melhor dividir ou somar as contas no seu caso?



Saiba o que está rolando no blog!






See ya!

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Hey!

É amigo, o ano está acabando (Natal já está quase ai!), a black fraude chegou, infelizmente a crise apertou na empresa onde trabalho (é hora de reduzir as contas já espremidas esperando o pior...), mudanças na carteira (Inglês girando patrimônio? já explico) e um (melhor dois!) negócios apareceram!  Let's go!

Always Forward! Sempre em frente!
Never backward, always forward! 

Detalhe!!! Assistiu Luke Cage?  Eu particularmente gostei da série, trilha sonora muito boa e uma história legal. Além de nos presentear com a frase "Nunca para trás, sempre para frente..."  




Black Friday 


Bem a black friday está ai e conforme o post do AbacusLiquid  - Black Friday nas Corretoras, estão cada vez mais surgindo oportunidades para nós investidores, seja ativos pagando taxas maiores, oferta de corretagens reduzidas e por ai vai...

E você, vai aproveitar alguma dessas oportunidades?

Eu aproveitei e embolsei um CDB pagando 122% do CDI com vencimento em 3 anos!  

Estou acompanhando os preços do livro "A Revolta de Atlas". (Muitas indicações, ansioso para ler!) Até agora o melhor preço está na Amazon a 45 temers...  Estou de olho!

livro A revolta de atlas
livro bem recomendado pela galera! #FICAADICA


Dica de compra para a black friday!  Recomendo a leitura do livro "A boa sorte". Encontrei a recomendação em um blog de empreendedorismo há um tempo e acabei comprandoO livro fala que a sorte é você quem a faz!  Leiam!!!

O livro A boa sorte é bom. Leia!
Recomendado!!!

Mudanças na Carteira de FII


Esse mês acabei vendendo algumas cotas de KNRI11, AEFI1 e RBRD11. As duas primeiras com lucro e a segunda no 0x0. Tomei essa decisão para diminuir um pouco o percentual das três na carteira e assim abrir espaço para novas aquisições.

Aproveito e deixo registrado aqui a meta de ter no mínimo 10 FIIs!!! Depois de alguns estudos percebi que 4 é um número baixo para diversificação (cada papel teria peso de 25%). Com 10,  já posso perseguir 10% para cada papel.

Não pagarei impostos com as vendas acima devido os prejuízos computados de NSLUB11 e BRCR11, assim ficarei livre de pagar impostos sobre os lucros das operações.

Sei que não devemos girar patrimônio, mas foi por uma boa causa!  Com o valor da venda dos ativos comprei MFII11 (subindo para 5 FIIs) e o CDB que falei acima.

carteira de FIIs em Novembro de 2016
Novembro 2016

BMFBOVESPA e NYSE - Bolsa de Nova Iorque

 
Sem alterações na carteira BmfBovespa para esse mês devido o aporte ter sido destinado a carteira de FII.

Devido ao aumento nos custos para enviar baixos valores (já falados aqui), também não houve aporte na NYSE.


Renda Fixa


Apresento a vocês minha carteira de renda fixa.

carteira de renda fixa em novembro de 2016
Novembro 2016

Esse mês aproveitei a oscilação gerada pela eleição do Trump e adquiri o Tesouro IPCA 2019 com taxa de 6,51% . Também aproveitei a black friday e peguei o CDB a 122% do CDI como bem falei acima. Os outros ativos já estavam na minha carteira. Veja abaixo os detalhes;
  • CDB IPCA 2019 -  Peguei já faz uns 2 anos com taxa de 6,25%
  • CDB IPCA 2018 -  Também faz +- uns 2 anos que a tenho. Taxa de 5,58%
  • Tesouro IPCA 2035 -  Esse foi o primeiro titulo que comprei no Tesouro. Comecei a aportar nele em 2011. A média das taxas gira em torno de 6%
  • Tesouro IPCA 2019 - Taxa de 6,51%!
  • CDB LUSO 2019 - Taxa de 122% do CDI!



Alocação de Ativos 


Tenho como meta uma alocação de ativos de 50/50 (renda fixa x renda variável).  Mas não deixo de aproveitar as oportunidades por causa dela não, ela é só um norte a seguir. Ela é quase uma meta Dilma “Não vamos colocar meta. Vamos deixar a meta aberta, mas quando atingirmos a meta, vamos dobrar a meta”   rsrsrs 

ações, fii, renda fixa, nyse
Novembro 2016

Negócios á vista      


Devido a crise e principalmente a situação da empresa onde trabalho, estou seriamente pensando em investir (empreender) em um negócio que estudei a um tempo atrás. Por enquanto não darei muitos detalhes, só direi que não é na minha área Tecnologia da Informação (TI) e que de inicio os rendimentos não são capazes de cobrir minhas despesas mensais.

Sobre o outro negócio, esse é segredo de estado rsrsrs  Posso dizer que foi uma oportunidade devido a crise (a crise tem seu lado bom!)  e que não dava para recusar.  Afinal, não é todo dia que ela bate em nossa porta não é?


Veja Também!







See ya!

segunda-feira, 21 de novembro de 2016


Veja 5 dicas para iniciar na bolsa de valores


Hey!

Neste post, vou compartilhar com vocês algumas dicas para quem já abriu conta em uma corretora e está iniciando na bolsa de valores.  Se você não abriu e pretende iniciar, aqui vai um link ensinando como abrir conta em uma corretora.

A ideia do post é te ajudar a não perder dinheiro! (ou ao menos diminuir esse risco)


Meu inicio...


Falei sobre como iniciei na bolsa de valores aqui.  Abaixo um resumo da minha experiência;

  • Conheci o mercado de ações através de uma matéria na faculdade;

  • Montei estratégias sem o mínimo de preparo;

  • Fiquei fascinado com as altas apresentadas dos micos (ações de empresas em recuperação judicial, falidas, quebradas, entre outros...)  tipo valorização de 100, 200, 300% no dia! e mais do que depressa corri para entrar na brincadeira.  Cuidado com o canto da sereia diria meu avô!

Conclusão = perdi dinheiro $$$ 

bolsa de valores pode se tornar um cassino se você não souber o que está fazendo
Essa imagem resume bem o que fazia...

   Você não quer ter o mesmo destino que eu, quer?


5 dicas para iniciar na Bolsa de Valores


Abaixo reuni 5 dicas que irão te ajudar a começar com o pé direito na bolsa de valores. Portanto se você está com o Home broker aberto e prestes a comprar uma ação sem ter a minima ideia do que está fazendo, PARE e veja as dicas abaixo!


1ª Dica - Estude!!!


Sim, estudar é a primeira coisa que você vai fazer antes de realizar sua primeira compra no mercado de ações.  Defina como irá investir, se será baseado em analise fundamentalista ou analise técnica. Deixo aqui dois sites que utilizam essas analises;


   Pensou que era só abrir o home broker e comprar ãh?  

2ª Dica - Fique longe de fóruns com GURUS!


Se cadastrou em um site sobre ações e lá se deparou com pessoas postando "A ação X vai decolar" ou melhor, viu imagens de foguetes decolando?  Se sim, fuja desse fórum!!!


Nos fóruns, os gurus costumam utilizar a imagem de um foguete para simbolizar a grande valorização de uma ação
imagem tipica dos posts..

Eu não sei a probabilidade de dar certo essas dicas postadas por esses "gurus" (se alguém souber, não deixe de comentar!) Mas sinceramente, você irá arriscar seu suado dinheirinho em um palpite postado em um fórum?  Reflita!

3ª Dica - Já montou sua reserva de emergência?


Pô Inglês de novo esse assunto? (quem não viu, veja aqui).

É meu caro, de novo esse assunto. Insisto nesta tecla, pois sem uma reserva, seguro, colchão ou como é que você queira o chamar, se acontecer algum imprevisto (quebra do seu carro, perda do emprego, doença etc), você precisará de dinheiro, certo?

E se todo seu dinheiro estiver na renda variável (Ações, FIIs, Tesouro IPCA) e você precisar dele bem numa baixa quando seus ativos estão apresentando prejuízo?  Ou pior, imagina se seu ativo tiver liquidez somente no vencimento! Pense nisso!

4ª Dica - Monte uma estratégia!


Defina quanto você irá disponibilizar para a renda variável, se irá comprar todos os meses caso você tenha escolhido a analise fundamentalista ou um valor máximo para operar usando a analise técnica. Enfim, defina o que e como irá investir na bolsa de valores!

Eu no inicio comprava uma ação todo mês. E para ajudar, deixei no automático. Eu agendei a transferência do dinheiro da minha conta corrente para a conta da corretora e ela se encarregava de comprar a ação escolhida por mim na data combinada. (sim há corretoras que fazem isso!)

5ª Dica - Comece aos poucos!


OK, você estudou, cancelou os logins em fóruns com gurus, tem sua reserva de emergência pronta para te ajudar e montou sua estratégia. Legal, para finalizar o post, sugiro que você comece aos poucos (Pô como assim Inglês?)   Eu explico!

Digamos que você definiu aportar R$500,00 na bolsa de valores todo mês, Ok? Tá, legal. Mas no inicio você não vai jogar esses 500 reais na bolsa todo mês. Coloque 100, 200 reais para você começar a se ambientar, ganhar experiência. O restante você vai colocando em renda fixa mesmo.

O inicio irá servir para você "ganhar corpo", se acostumar com as oscilações diárias da bolsa.  Depois desse "período" você estará calejado e melhor preparado para aumentar seus aportes.

  
See ya!
   

domingo, 20 de novembro de 2016


Update 20/10/2017

Ao ver o post do amigo VDC contando seu suposto erro financeiro, lembrei da importância em ter uma reserva de emergência. Além de nos ajudar contra imprevistos, uma parte da reserva pode ser usada para aproveitarmos oportunidades!

Ao surgir aquela oportunidade, sabe, aquela? Então, se não não tivermos dinheiro para aproveita-la, teremos 3 opções;

  • Vender nossos ativos a qualquer preço, assim correndo riscos de assumir prejuízos;
  • Pegar um empréstimo ou
  • Perder a oportunidade...

Lembrando que se não tem os ativos para vender, só lhe resta tomar um empréstimo. E dependendo da oportunidade, pode não ser um bom negócio. Porém, se você se dispor a montar uma reserva, pode contar com uma parte dela para esses negócios que surgem de vez em quando!

Ou quem sabe utiliza-la toda? Dependendo da oportunidade e tomando ciência dos riscos, pode valer a pena. Sabendo que, após secar a fonte, seu trabalho será restaurá-la.

Esse é um dos motivos da reserva de emergência vir PRIMEIRO que seus investimentos. De repente, você pode até chama-la de reserva para oportunidades? Por que não? O importante é ter um montante líquido para esses eventos. Por falar nisso, está se preparando para as eleições de 2018?  É uma boa deixa para providenciar um montante liquido...



Portanto, Não pule etapas! Se está pensando em investir em Ações, Comprar Criptomoedas, Fundos de Investimento Imobiliário (FII), e até CDBs com liquidez só no vencimento, saiba que primeiro você deve montar sua reserva. Afinal, você não quer que um imprevisto te obrigue a vender as ações recém adquiridas, não é mesmo?

Conforme postei em Novembro de 2016, a reserva de emergência é um montante de dinheiro que você deixa aplicado em algo como Poupança, CDBs com liquidez diária, Tesouro Selic, (Há pessoas que deixam o dinheiro em casa, mas já sabe, não é recomendado!) com o intuito de te proteger contra imprevistos. Imprevistos como doenças, perda do emprego, quebra do seu veículo...

Abaixo um trecho retirado do site valoresreais.com explicando melhor;
" Reserva de Emergência nada mais é do que uma provisão financeira alocada em investimento conservador, de baixo risco e de alta liquidez, que lhe permita resolver problemas financeiros sem depender do salário ou outra fonte de renda ativa, nem recorrer a empréstimos ou soluções que causem endividamento. É muito útil principalmente em épocas de crise ou acontecimentos inesperados que tenham repercussões negativas no patrimônio do investidor. Por exemplo: perda de emprego, doença na família etc." by valoresreais

Quanto dinheiro ter?


Quanto dinheiro devo ter em uma Reserva de Emergência?

O quanto guardar para montar sua reserva de emergência vai de cada um. Sim, o valor é você quem define!  Especialistas em finanças sugerem que você tenha guardado de 6 a 12 meses de suas despesas mensais

Mas, como disse acima, você irá definir o valor. Se você tem plano de saúde, pode colocar um valor menor.  O importante é ter essa reserva. Afinal, nunca se sabe o dia de amanhã, não é mesmo? Já ouviu a expressão, Vai que? Então, melhor prevenir...

Eu tinha definido 6 meses das minhas despesas mensais. Porém, com a crise que assola nosso país e principalmente a empresa onde trabalho, a ponto de comemorar ao ver meu salário na conta, (parece que o pior já passou! Ufa!)  resolvi aumentar para 12 meses!

E assim, estar preparado para imprevistos (não recebimento do salário, desemprego, quebra do veículo, falência da empresa) e também um projeto que estou encaminhando... E as eleições de 2018! Viva a volatilidade!  Pretendo montar operações com opções nessa época, vamos ver...

Onde guardar? 

Onde guardar o dinheiro da reserva de emergência?

Você deve colocar o dinheiro em aplicações liquidas. A mais adequada para a reserva de emergência é a Poupança. Apesar dos seus baixos rendimentos, você pode resgatar o dinheiro a hora que quiser. E isso é muito importante!

Porém, dependendo do tamanho de sua reserva, dá para você usar uma estratégia mista. Ou seja, você pode colocar uma parte dela em poupança e outra parte em um investimento com melhor rendimento.

Lembrando que esse investimento também precisa ter uma certa liquidez. Não tanto quanto a poupança, mas é interessante que ele não demore muito a lhe entregar o dinheiro.

Aqui como estava formado minha reserva;

  • 2 meses guardados em poupança;
  • 4 meses em Tesouro Selic;

Como está hoje;

  • 2 meses em poupança;
  • 7 meses em Tesouro Selic;
  • 2 meses Banco Sofisa Direto com liquidez diária.


Pretendo aumentar a reserva para aproveitar as oportunidades que acredito aparecerem devido as eleições. Até lá talvez eu chegue em 15 ou 18 meses...

Não acredita na importância dela?


Precisei utilizar uma parte para manutenção do meu veículo, manutenção essa que tirou um mês da minha reserva. Isso por que o custo da manutenção em meu veículo foi bem alto. Se eu fosse contar apenas com meu salário, eu não pagaria. Teria que deixar o carro em casa até conseguir o dinheiro para arrumá-lo.

Ou, como citado lá no inicio do post, aparecer uma oportunidade e você por não ter dinheiro não poder aproveita-la!

Viu a importância? Custos assim sempre aparecem em momentos inesperados. (Ou oportunidades!)
 
Imagina o stress se eu não tivesse reserva alguma. O que faria? Pediria emprestado?

Outra situação, já imaginou a empresa onde você trabalha não depositar seu salário? (Aconteceu comigo duas vezes na crise!) E se você não tem uma sobra em conta, o que faz?

Esse é o porquê ter uma reserva. Amenizar o stress e não aumentá-lo...


Veja Também!






See ya!

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Hey!

Agora o Investidor Inglês está no Twitter!

   
Agora o investidor inglês está no twitter compartilhando conteúdo!


Além de criar a conta no Twitter, fiz umas modificações para tentar melhorar a imagem do blog. O que achou?
A ideia é seguir os conselhos do Abacus Liquid em seu post Revolução na Blogosfera: Finansfera 2.0 – Teaser".

Abaixo algumas metas para deixar o blog melhor....


Metas do Blog Investidor Inglês


  • Vou registrar aqui a meta de publicar de 1 a 2 posts por semana;

  • Focarei mais em finanças pessoais. Tentarei compartilhar com você minhas experiências rumo a Independência Financeira nessa área (não é muita, mas talvez possa ajudar);

  • Voltarei a publicar meus estudos de inglês, que confesso, estão quase parados (sad but true....meu essa música é fodásticaa!!!... link no final)

  • Publicarei minhas leituras, estou com uns livros interessantes, vamos ver o que a galera acha.



Bom é isso!  Ah detalhe!!! A principal meta do blog é Aprender e Compartilhar!


Metallica!  


See ya!


dicas de como não comprar um carro usado!


Como prometido no post "Carros - Vilão do Orçamento", apresento aqui as dicas de como NÃO comprar um carro, ou seja, meus erros na hora da aquisição do veículo. 

Bom, sem delongas, listo abaixo os erros que me deram um belo de prejuízo;


Três Pontos para NÃO Comprar um Carro Usado


Separei três pontos que você verá abaixo. Por favor, siga-os ou você dependerá da sorte para não ficar como eu. Estressado, sem dinheiro...

  •    Dica -  Não compre carro usado algum sem antes consultar um mecânico sobre a real condição do veículo, mesmo que o atual proprietário (ou loja) seja de confiança!  (sim há pessoas que fazem isso....  Eu por exemplo);

  • Cuidado - Comprar um carro (ou outros) baseado na emoção, pode (quase certeza) te levar a problemas.. Ex. pagar mais caro pelo veículo, levar uma bomba (literalmente) para casa e etc...

  • Custos Não contabilizar gastos como; seguro (não estou falando do obrigatório), IPVA, licenciamento, manutenção (falhei neste detalhe). Ao focar somente no valor do veículo, você pode acabar estourando seu orçamento com os itens apresentados acima.       

Eu acabei pagando um alto preço, fora as frustrações e stress. Tudo isso, por ter me deixado levar pela emoção, que me cegou e me fez comprar um carro em que a manutenção não foi levada a sério. 

O resultado você deve saber, não?  Sim! = Prejuízo. E não só financeiro, acrescente nessa conta o tempo (levar na oficina, carro não ficar pronto na data combinada, entre outros...)  

Para ajudar você a não passar pelo que passei, segue abaixo mais alguns cuidados na hora da compra.

Dicas de Como Comprar um Carro

Dicas de como comprar um carro usado

  • Após escolher o modelo pretendido, faça um levantamento dos custos.

  • Cote seguro (o site segurar.com te dá uma noção valores de algumas seguradoras);

  • Cote as peças de substituição corriqueiras. Ex.  velas, kit de correia dentada (se o carro utilizar), pastilhas e discos de freio, amortecedores, kit embreagem, entre outros. Hoje com a internet, não é difícil obter os preços destes itens.

  • Procure por sites especializados no modelo do veículo, ou especializados na marca do veículo e se cadastre. Ex www.clubesubaru.com.br  Site com um fórum de entusiastas da marca Subaru. Lá você encontra muita informação sobre os veículos da mesma, além de contar com a ajuda dos membros!

  • Leve com você quando for ver o carro, um check-list. Se o carro não atender metade dele (ou um número de itens aceitáveis por você)  pule fora, assim você não perde tempo em levar ao mecânico!

  • Mesmo o carro atendendo seu check-list, leve-o a uma oficina de confiança! Por mais que você confie no lugar ou na pessoa, não deixe de fazer uma vistoria por um profissional.

Se tiver outras dicas, não deixe de compartilhar nos comentários! Quanto mais diminuirmos as chances de problemas, melhor não?



See ya!

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Hey!

Se há algo que atrapalha minha busca a independência financeira, elejo o carro como o principal vilão!  Sim! Ele consome boa parte do meu orçamento!  Já gastei bastante dinheiro, seja na troca por outro, seja em manutenções.

Ainda bem que segui algumas regras estabelecidas por mim. Graças a elas, esse item que maltrata tanto o bolso, não só meu, mas como o de muitos que possuem um carro, me permitiram continuar aumentando patrimônio.     


Seu carro pode ser um grade vilão do orçamento, sabia?
Segundo pesquisas, o carro é o maior vilão do orçamento brasileiro...(foto retirada do site Uol)




Carro - O Vilão do Orçamento!


No blog da gatinhainvestidora, ela mostra que os custos para se manter um veiculo fica na casa de 36% do valor do mesmo!  Já no site do uol, eles pegaram um carro no valor de R$ 35.000, pegaram os gastos (IPVA, Seguro, Combustível entre outros) e chegaram a um custo de 27% da receita de uma família com rendimentos de R$ 5.000,00 líquidos! 

É ou não é um vilão do nosso orçamento?

Falei acima que criei "regras" para ter um carro. E vou compartilhá-las com você. Veja uma delas abaixo;

  • Uma das minhas regras é não comprar carro cujo valor seja maior que R$ 25.000,00, ou seja, esse é meu teto.

Eu tinha um carro popular de ano 2008 cujo valor era de R$22.000,00. Fiquei com esse carro por volta de 2 anos. Nele, fiz apenas as manutenções básicas. Veja o quanto me custou esse carro (valores do primeiro ano);

  • IPVA = R$880,00;
  • Licenciamento = R$180,00;
  • Manutenção = R$500,00;
  • Seguro = R$1.100,00;
  • Total =  R$2.660,00  ou +- 12% do valor do veículo! (seguindo a mesma linha do site Uol, por isso não inclui depreciação...)

Detalhe! Não calculo combustível, pois gastaria esse valor com outro transporte.


Agora veja o quanto me custou, meu sedan médio também 2008;

  • IPVA = R$920,00;
  • Licenciamento = R$200,00;
  • Manutenção = R$7.032,80;
  • Seguro = R$984,00;
  • Total = R$ 9136,80  ou +- 40% do valor do veículo!!!  (car@l*ooooo veiooooo)

Gastei quase a metade do valor do carro em manutenção...

Como você pode ver, minha ultima aquisição não foi nada bom para meu orçamento. O que era para ser um sonho realizado, virou um pesadelo. Após essa experiência, classifico como "sorte" os dois anos passados com meu carro anterior.

Após demonstrar minha decepção com os custos que o carro me deu, te pergunto; - Você sabe quanto custa para manter seu carro?  Abaixo um vídeo sobre o tema.





Minhas Regras para Aquisição de um Veículo

Regras do Investidor Inglês para comprar um carro

Como dito acima, vamos as minhas regras para comprar um automóvel;

  • estipulei um teto de R$25.000,00 para adquirir um carro. Ao estabelecer um teto, isso contribuiu para que eu não me endividasse além do que podia.

  • Agora a regra polêmica!  Se precisasse de financiamento, opto por parcelas menores e prazo mais longo. Eu sei que pago mais juros devido a essa atitude. Sabendo disso, por qual razão a escolho? Por sempre buscar ter meu orçamento enxuto. Ao pegar um financiamento, verifico qual a porcentagem que as parcelas representam em meu salário. Se passar de 20% eu não fecho. Quando comprei meu primeiro carro, recebia cerca de R$2000,00. Lembro que o financiamento ficou em 60x de R$342,00, ou seja +- 17,2% dos meus rendimentos. Com parcelas mais baixas, conseguia aportar o que sobrava e quitar o financiamento antes do prazo. Assim, pagava menos juros do que o previsto.

  • Pesquisar guia de compras do modelo escolhido;

  • Obter feedback de atuais proprietários;

  • Fazer um check-up em uma oficina antes da compra.

Aqui foi o meu erro!   Por já ter adquirido um veículo na mesma loja, e não ter tido problema algum, confiei em trocar de carro pulando essa regra.  Um ano depois e vimos que foi o maior tiro no pé...


Ao burlar uma de minhas regras, dei o maior tiro no pé na compra do carro
Que sirva de lição!...


 
No próximo post sobre carros, que se chamará "Dicas de como NÃO comprar um Carro", compartilharei com você toda a experiência que passei devido a erros na fase de compra.




See ya!

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Post atualizado 22/08/2017

Continuando o post Ingressando na NYSE, Hoje falo sobre as primeiras impressões da DriveWealth e as ações (stocks) que adquiri.  Let's go!


Impressões da DriveWealth


A DriveWealth oferece apps para Android e IOS. Eu como tenho um Android, fui lá na PlayStore e fiz a instalação. (Sem problemas)  O app é simples porém funcional. (para mim, é o que basta!)

Já na web, a primeira tentativa não foi bem sucedida. Utilizando o sistema operacional linux e o navegador firefox, não consegui acessar minha conta. Não sei o porquê, mas não aceitou meu login.
Entretanto, ao mudar de navegador consegui o acesso sem problemas! (ufa...)

Corrijam isso Drivewealth!

Bom, abaixo a tela da minha conta;

Aqui está a primeira página após se logar na Drivewealth


Resolvida a questão, era hora de esperar o money aparecer na conta. Após dois dias, voilà.. Meus $30,47 dólares estão disponíveis!

Notificações da DriveWealth


Assim que meus dólares entraram em minha conta, recebi um e-mail da corretora avisando sobre isso. Eles enviaram um comprovante do depósito em português contendo data e hora, conta e valor.

O mesmo se aplica as compras. Você recebe um comprovante para cada ação que comprar/vender contendo sua conta, se é compra ou venda, quantidade, código do ativo, preço e corretagem. Tudo em português!  Mais uma facilidade para nós brazucas...

Bom, hora de ir as compras...

       
Com o dinheiro na conta da Drivewealh, vamos as compras de ações!
"Com essa grana, menos gafanhoto..."

Ah detalhe!  Antes de mostrar as compras uma observação. A DriveWealth não permite (pelo menos até o dia 17/02/2017) comprar ações de empresas com valor de mercado abaixo de 1 bilhão de trumps! (se já liberou, por favor me corrija!)



Compras na NYSE!


Confesso que a ideia inicial, era ir de all-in na Visa devido aos baixos valores que iria mandar. Mas acabei mudando de ideia devido ao aumento no custo de enviar baixos valores. (falei sobre isso aqui

Minha primeira compra na Drivewealth foi a Visa!

O código da Visa na NYSE é a letra V (bem fácil comparado a bovespa não?)


A segunda compra na Drivewealth foi a Walt Disney!


Acima, adquiri uma fração da Walt Disney Co. Paguei 0.99 trumps de comissão. Comparando ao que pago usando a corretora Rico, está ótimo!  (na Rico pago R$8,90 +impostos, contra 0.99 trumps).

Ah ia me esquecendo! Viu que acima falei que adquiri uma fração da ação DIS (Walt Disney). Pois é, na Drivewealth você pode comprar partes de uma ação. Não tem $92,31 dólares para comprar uma ação? Não tem problema! Você pode comprar frações dela!   Olha isso Bovespa!

Minha Carteira de Ações NYSE


Fiz um gráfico (ok, nem precisava devido ao tamanho da minha carteira, mas tudo bem hehe!) Veja;

Hoje possuo dois stocks custodiados na Drivewealth!

Enviei mais R$300,00 e adquiri tudo em Visa.  O plano inicial é não ter muitas ações. Trabalho com o número de 4 a 8. Minha meta é ter a carteira montada em 5 anos.  Vamos ver...


Cadastre seu E-mail!


Assine o feed e receba atualizações do blog diretamente em seu email!



See ya!

sábado, 5 de novembro de 2016


Você já usa uma planilha de orçamento doméstico?


Você já fez sua planilha de orçamento doméstico?  Ou usa um caderno ou algo do tipo pra te ajudar nessa tarefa?  Deixe nos comentários o que você usa para se organizar. E também veja o jeito diferente que usei para montar minha planilha. Ah! você não usa uma planilha ou não se organiza. Hmm...

Então, neste post mostrarei a você como eu montei a minha. Acompanhe!

Bom, a ideia de criar esse texto falando sobre orçamento doméstico veio ao navegar pelo blog do Corey, onde me deparei com um post chamado "Como vão meus investimentos?" (bem legal o relato, sugiro a leitura!). Nele, o comentário do Sr Pretoriano, me chamou a atenção. Ele falou sobre controle de gastos.

E ai pensei - Cara, eu posso falar sobre esse tema!


Orçamento Doméstico, como aprendi


Meu primeiro livro sobre finanças pessoais foi o - "Investimentos - Como Administrar Melhor Seu Dinheiro - Mauro Halfeld".

Este livro te ensina a criar uma planilha de orçamento doméstico
leitura fácil, recomendo!

Neste livro, aprendi como fazer um orçamento doméstico, as vantagens sobre alugar um imóvel ao invés de comprar um, o porquê você deve começar a investir desde cedo, a importância de uma reserva de emergência, e outras coisas bem legais relacionadas.

E o livro me ajudou muito sobre como organizar as finanças, sabe, anotar todos seus gastos e receitas, separar as despesas por categoria e etc...

Na época em que li o livro, eu morava com meus pais. Com isso, eu tinha poucos gastos. Lembro que pagava a conta de energia e telefone, e ajudava na casa com mais uns 200 reais. Soma-se a isso, o fato que não sou de sair muito e principalmente que não sou de gastar.

Dai, aplicar o que o livro sugeriu foi muito fácil. Afinal, eu tinha poucas despesas. Não deu trabalho algum organizá-las. E o legal foi ver seu resultado. Consegui poupar de 50 a 70% dos meus rendimentos depois de aplicar suas dicas!

Legal não?

Porém, confesso não ser disciplinado o bastante a ponto de anotar até a compra de uma simples bala! No começo até segui o método do livro. A cada compra ia lá em minha planilha e anotava o que gastei. Porém isso não durou muito não...

No método proposto você deve anotar tudo. Afinal, só assim ele dará resultados. Mas, como falado mais acima, eu não sou de "torrar" meu salário. Não sou um gastador compulsivo.

E isso me ajudou a fazer diferente...

Assim, resolvi adaptar o método para algo que eu "curtisse". Algo que fosse mais natural em meu dia a dia.


Minha planilha de orçamento doméstico "diferente"


  • Em uma planilha, organizei meus gastos fixos por quinzena (assim acompanham meu salário);

  • Na primeira quinzena inseri a despesa "investimentos" e defini um valor;

  • Repliquei essa planilha em 12, assim cada uma representa um mês;

  • Deixei os investimentos agendados em minha conta corrente. (ganhei tempo e disciplina fazendo isso);

  • Pra ajudar a manter os gastos baixos, mantive meu salário "congelado" ou seja, não atualizei meu salário conforme ele era reajustado. Assim trabalhei meu orçamento por um bom tempo com rendimentos defasados (dessa forma sobrava mais para poupar);

  • Defini valores para cada categoria (tipo lazer, alimentação, etc..), projetando valores sempre abaixo dos meus ganhos.

Abaixo a planilha de orçamento doméstico que montei. Estou usando a ferramenta Google planilhas. Falei um pouco sobre ela aqui!

Montei essa planilha baseada em meus ganhos



Montei a planilha conforme meu salário. Como recebo em duas datas, preferi organizar as minhas despesas de uma forma que o acompanhassem.

Como projetei valores para cada item, assim que meu salário caia na conta já sabia onde destinar cada parte dele.


Meu método é bem parecido com o sistema de envelopes (vale a pena conhecer!)


Com as contas pagas, o que sobrava no mês era direcionado a algum investimento, mesmo já tendo investido no inicio do mês como falei acima, ou a alguma compra que tinha planejado, tipo um livro, um perfume, um carro (mentira! rs)

Bom, utilizei essa planilha de orçamento doméstico até eu casar (casei ano passado). E pra mim, ela foi o suficiente.  Consegui cuidar das minhas finanças sem se preocupar em anotar tudo o que comprava, algo que não me agradava fazer.

O que achou dessa forma de cuidar dos gastos/ganhos? Gostou?


Não recomendo! esse método que acabei de te mostrar caso você esteja endividado. Procure utilizar o método onde se anota tudo (gastos e receitas), pois ele te ajudará a saber onde cortar, onde reduzir...



Post Relacionado






See ya!

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Planilhas do Google - Já a utiliza?
Conhece as planilhas do Google?


Há um tempo que venho utilizando as planilhas do Google para administrar minha carteira de ações. Além da questão nuvem, assim podendo abri-la onde estiver, desde que haja internet, as planilhas tem uma fórmula bem legal, chamada "googlefinance".

E o que faz essa tal de "googlefinance"?

A fórmula googlefinance mostra a cotação da ação ABEV3
Cotação do dia 01/11/2016
Ela simplesmente te dá a cotação de um ativo! (com um atraso de 20min, Ok?). Veja do seu lado esquerdo a cotação da Ambev (ABEV3);

Legal, não?

E a fórmula não se restringe somente a ações. Você consegue obter a cotação dos Fundos de Investimento Imobiliário (FII), converter moedas, preço de um Bitcoin em reais e muito mais!


Meu entusiasmo soou como aquelas propagandas da câmera TEKPIX...

a tekpix recomenda o google planilhas
zueira never ends....



Usando as planilhas do Google


Voltando a planilha, é bem tranquilo o uso da fórmula. Conforme a imagem acima, (a da ABEV3 ok?) você insere o código da ação que quer saber a cotação em uma célula (lembrando que a cotação tem um atraso de 20min), e na fórmula basta apontar a célula com o código.

Veja o exemplo com a conversão dólar - real;

Com a fórmula googlefinance, as planilhas do Google converte dólar em reais!
Fácil não?

Abaixo o preço dos Bitcoins usando a planilha do Google;

Preço Bitcoins em Reais nas planilhas do Google

Para saber o preço dos Bitcoins em Reais, você digita em uma célula o código BTCBRL, como mostra a imagem acima, aponta essa célula na formula do mesmo jeito dos exemplos anteriores e... pronto!

Dessa forma o preço dessa criptomoeda se mostra a você! E se quiser saber o valor do Bitcoin em Dólar, altere o código para BTCUSD. Fácil, fácil...

Conclusão


Com essa ferramenta fica bem tranquilo administrar a carteira. Ela me poupa de ficar procurando cotação das ações e fiis, converter moedas, já me traz o preço do Bitcoin. Tudo em um lugar só. Assim, a planilha do Google me ajuda MUITO na organização dos meus ativos.

Experimente você também!


   Fica a dica!


Veja Também!






See ya!